sicnot

Perfil

Mundo

Treze detidos em 9 países europeus por distribuição de pornografia infantil

A Guardia Civil madrilena, juntamente com autoridades policiais de 26 países, deteve 13 pessoas em nove Estados europeus e da América do Sul, por produção, posse e distribuição de material pornografia infantil na Internet, foi hoje anunciado.

(SIC/Arquivo)

(SIC/Arquivo)

Trata-se da operação Plus Ultra 2, coordenada pela Europol, e entre os detidos encontram-se dois produtores de material pedofilia, informa a Guardia Civil.

As detenções ocorreram em Espanha, Irlanda, Reino Unido, Argentina, México, Brasil, Chile, Alemanha e Sérvia.

As autoridades encontraram mais de 200.000 arquivos explícitos, vídeos e fotogramas nos quais se reproduziam abusos sexuais a menores, desde bebés até crianças de ambos os sexos com idades até aos 16 anos.

Os arquivos criados pelos produtores continham cenas com conteúdo de elevada violência sexual sobre menores de muito tenra idade. Foram também identificados durante a operação 30 crianças vítimas de abusos sexuais e 21 agressores.

A investigação teve início após ter sido descoberto, através do intercâmbio de informações com a Organização Não Governamental NECMEC - National Center for Missing and Exploited Childres, dos Estados Unidos, da existência de um usuário localizado em Múrcia, que estava a distribuir arquivos pedófilos na internet.

Posteriormente, os agentes, após a autorização judicial, analisaram o conteúdo do computador desse usuário, entretanto detido e encontraram informações que lhes permitiu obter novos indícios sobre a prática de vários crimes de natureza semelhante.

Depois de analisar essas informações, detetaram-se em diferentes países 551 endereços de email e mais de 80.000 arquivos de conteúdo explicito de abusos sexuais a menores.

Com a colaboração da Europol e polícias dos Estados Unidos, Canadá, Irlanda, Letónia, França, Grécia, Suécia, Suíça, Alemanha, Reino Unido, Dinamarca, Austrália, Sérvia, Argentina, Indonésia, Israel, Japão, Quénia, Nicarágua, Paquistão, Africa do Sul, Sri Lanka, Ucrânia, México, Brasil e Chile, foi realizada a investigação na qual foram detidas mais 12 pessoas.

Cada usuário possuía um perfil na Internet através do qual realizavam a 'descarga' de arquivos pedófilos, os quais catalogavam previamente segundo o tipo a que correspondiam (sexo do menor, idade, atividade, entre outros), facilitando o acesso a pessoas que desejavam ver o seu conteúdo.

Normalmente, os detidos tinham extremas medidas de segurança realizando um controlo ao tipo de perfil de cada usuário para assegurar que se tratavam de pessoas de gostos e tendências semelhantes e assim evitar a deteção, por parte das autoridades de qualquer país.

Eram usadas frases como: "Queres intercâmbio? Escreve-me. Gosto de meninos e meninas entre um e nove anos. Tu envias primeiro ou nada, absolutamente. Se queres bom material, envia bom material. Manda-me a contrassenha e eu envio-te a minha. Não publiques a tua contrassenha nos comentários. Disfruta"

  • Autarca e duas jornalistas mortas a tiro na Finlândia 

    Mundo

    A presidente da Câmara de Imatra, na Finlândia, e duas jornalistas foram mortas a tiro na noite passada, na pequena cidade do sudeste do país. O incidente aconteceu junto a um restaurante e a polícia chegou ao local pouco depois dos disparos. Um suspeito de 23 anos já foi detido.

  • Avião da Qatar Airways aterra de emergência nas Lajes
    0:47

    País

    Aterrou de emergência nos Açores, esta manhã, um avião da Qatar Airways. A turbulência obrigou à manobra que causou pelo menos 10 feridos nos passageiro do avião que fazia ligação de Washington para Doha, capital do Qatar, e foi desviado para a base aérea das Lajes. Os passageiros desembarcaram, como registou no Twitter um jornalista da Al-Jazzera que seguia a bordo. Segundo este depoimento, uma pessoa foi levada para o hospital com problemas cardíacos.

  • Óscar do turismo para empresa que gere património de Sintra
    1:51
  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.