sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 100 mortos em atentados nas cidades sírias Tartus e Jable

Vários atentados com carros armadilhados duas cidades-bastião do regime sírio causaram hoje pelo menos 100 mortes e outros tantos feridos, indicou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH) num novo balanço. O grupo jihadista Daesh (autoproclamado Estado Islâmico - EI) reivindicou os atentados, noticiou a agência Amaq, ligada à organização terrorista.

Carro armadilhado explodiu na cidade de Tartus

Carro armadilhado explodiu na cidade de Tartus

Pelo menos 34 pessoas morreram em três atentados bombistas - dois deles suicidas - na cidade costeira de Tartus. Pelo menos outras 38 morreram em quatro explosões, três delas suicidas, em Jableh (a norte de Tartous).

De acordo com a agência noticiosa oficial Sana, as explosões de Tartus tinham tido origem em explosões de carros armadilhados.

Tartous e Jableh são considerados bastiões do regime do Presidente Bashar Al-Assad.

Daesh reivindica atentados nas cidades de Tartus e Jableh

"Ataques conduzidos por combatentes do Estado Islâmico atingiram locais alauitas (comunidade religiosa à qual pertence o Presidente sírio, Bashar al-Assad) nas cidades de Tartus e Jableh, na costa síria", indicou a a agência Amaq, ligada à organização terrorista..

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Martin Schulz ataca Merkel a três meses das legislativas

    Mundo

    O social-democrata alemão Martin Schulz passou este domingo à ofensiva, a três meses das eleições legislativas, ao acusar Angela Merkel de "arrogância" e de sabotar a "democracia", quando as sondagens apontam para uma larga vantagem da chanceler da Alemanha.

  • Martha, a cadela mais feia do mundo
    0:42

    Mundo

    A cadela Martha, de raça mastim napolitano ficou em primeiro lugar na edição anual do concurso que elege os cães mais feios do mundo. A cadela tem três anos, pesa 57 quilos e foi resgatada pela dona quando estava praticamente cega. Acabou por recuperar a visão depois de várias operações. Martha e a dona receberam um prémio de 1.500 dólares e uma viagem a Nova Iorque para marcarem presença em programas de televisão.