sicnot

Perfil

Mundo

Christie's multada em 4.200 euros por ter colocado à venda marfim

A leiloeira londrina Christie's foi multada em mais de 3.200 libras (4.200 euros) por colocar à venda uma presa de elefante com uma armação em prata, anunciou hoje a Scotland Yard.

© Scott Morgan / Reuters

O objeto em marfim proposto para venda a 28 de abril de 2015, por um valor entre 1.200 e 1.800 libras (1.600 e 2.400 euros), não tinha a documentação regulamentar exigida.

A Christie's declarou-se culpada de infração da Convenção sobre o Comércio Internacional das Espécies da Fauna e da Flora Silvestres Ameaçadas de Extinção (CITES), indicou num comunicado a polícia.

Rowena Roberts, uma responsável britânica encarregada da proteção da fauna, declarou que a presa não deveria ter sido posta à venda sem os papéis necessários, sublinhando que as "leis foram criadas para proteger os elefantes".

"A Christie's condena o massacre dos elefantes para o tráfico ilegal de marfim e não venderá nem marfim moderno, nem presas em bruto de qualquer época", declarou num comunicado a leiloeira.

"Trata-se de um incidente isolado e estamos convencidos que a resposta honrada era aceitar a acusação", adiantou.

O proprietário do lote foi acusado por ter proposto o objeto para venda.

Cerca de 30.000 elefantes são abatidos anualmente para lhes serem retiradas as presas. As mortes naturais e as atribuídas aos caçadores furtivos ultrapassam a taxa de reprodução da espécie.

Lusa

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".