sicnot

Perfil

Mundo

Sete militares ucranianos morrem em confrontos nas regiões pró-russas do Leste

Sete militares ucranianos morreram em confrontos nas regiões rebeldes pró-russas no Leste do país nas últimas 24 horas, o maior número de baixas no exército ucraniano num só dia no último ano.

"Só nas últimas 24 horas, sete militares morreram e nove outros ficaram feridos em operações armadas na zona do Donbas [regiões de Donetsk e Lugansk, autoproclamadas independentes pelos seus líderes pró-russos)", informou o chefe do Conselho Nacional Ucraniano de Segurança e Defesa, Alexándr Turchínov.

Na opinião de Turchínov, "a responsabilidade por esta provocação cabe à liderança político-militar da Rússia, que sistematicamente torpedeia qualquer via pacífica para resolver o conflito e libertar os territórios ocupados".

O mesmo responsável advertiu que a Rússia está a preparar a reativação da atividade militar na região, com a concentração de forças ao longo da linha de demarcação e em violação dos acordos de paz de Minsk.

Segundo os últimos dados das Nações Unidas (ONU), mais de nove mil pessoas, entre combatentes e civis, foram mortas no Leste da Ucrânia nos pouco mais de dois anos desde o início do conflito.

  • Oceanário de Lisboa dá formação sobre impacto da acumulação de plásticos nos oceanos
    2:37
  • Trump e Netanyahu discutiram "ameaças que o Irão coloca"

    Mundo

    O novo Presidente norte-americano, Donald Trump, e o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, debateram "as ameaças que o Irão coloca" e concordaram que a paz israelo-palestiniana só pode ser "negociada diretamente", anunciou este domingo a Casa Branca.