sicnot

Perfil

Mundo

Sete militares ucranianos morrem em confrontos nas regiões pró-russas do Leste

Sete militares ucranianos morreram em confrontos nas regiões rebeldes pró-russas no Leste do país nas últimas 24 horas, o maior número de baixas no exército ucraniano num só dia no último ano.

"Só nas últimas 24 horas, sete militares morreram e nove outros ficaram feridos em operações armadas na zona do Donbas [regiões de Donetsk e Lugansk, autoproclamadas independentes pelos seus líderes pró-russos)", informou o chefe do Conselho Nacional Ucraniano de Segurança e Defesa, Alexándr Turchínov.

Na opinião de Turchínov, "a responsabilidade por esta provocação cabe à liderança político-militar da Rússia, que sistematicamente torpedeia qualquer via pacífica para resolver o conflito e libertar os territórios ocupados".

O mesmo responsável advertiu que a Rússia está a preparar a reativação da atividade militar na região, com a concentração de forças ao longo da linha de demarcação e em violação dos acordos de paz de Minsk.

Segundo os últimos dados das Nações Unidas (ONU), mais de nove mil pessoas, entre combatentes e civis, foram mortas no Leste da Ucrânia nos pouco mais de dois anos desde o início do conflito.

  • Caixa multibanco assaltada em Portugal a cada dois dias
    2:43

    País

    O semanário Expresso conta que a mulher que morreu vítima de um disparo de agentes da PSP foi atingida pelas costas. O caso está a ser investigado pela PJ, que procura encaixar as peças da noite que acabou com uma morte inocente mas que começou com uma perseguição a um grupo de assaltantes de um multibanco. Assaltos que são cada vez mais comuns e que preocupam o Governo. A cada dois dias, uma caixa é assaltada.