sicnot

Perfil

Mundo

Botão de alarme anti-agressão instalado em todos os autocarros públicos na Índia

Botões de alarme serão instalados com urgência nos autocarros públicos da Índia, para evitar as agressões contra mulheres, anunciou hoje o ministro dos Transportes, mais de três anos após a violação de uma estudante que indignou o país.

© Adnan Abidi / Reuters

"Com o objetivo de garantir a segurança das mulheres após o infeliz incidente, decidimos tornar obrigatória a instalação nos autocarros públicos de um 'botão de alarme', câmaras de vigilância e GPS", declarou o ministro, Nitin Gadkari, à imprensa em Nova Deli, precisando que a diretiva será publicada a 02 de junho.

O governante referia-se à morte de uma estudante em dezembro de 2012, depois de ter sido violada em grupo num autocarro em Nova Deli, onde tinha entrado para regressar a casa.

A agressão desencadeou manifestações em massa por toda a Índia, seguidas de uma revisão da lei sobre a violação, mas o número de agressões e de violações de mulheres manteve-se elevado no país.

O Rajastão, o maior estado da Índia, será o primeiro a ter os autocarros equipados com o dispositivo: 20 veículos, numa primeira fase.

Os botões de alarme serão colocados sobre a porta da frente. Uma vez pressionados, enviam um SOS para um centro de controlo da polícia, que pode imediatamente visionar o que se passa dentro do autocarro e localizá-lo, graças ao GPS.

Em março, o Governo tinha já anunciado que todos os telemóveis vendidos na índia deveriam ser munidos, a partir de janeiro de 2017, de um botão de alarme que permitisse, com uma simples pressão, alertar os serviços de emergência.

Lusa

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalaram-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.