sicnot

Perfil

Mundo

Estados dos EUA processam governo por permitir escolha das casa de banho aos transexuais

Onze estados norte-americanos processaram hoje a administração do presidente Barack Obama por tentar derrubar as diretrizes federais, exigindo que as escolas públicas permitam que os alunos transexuais escolham a casa de banho a que querem ir.

© Lucy Nicholson / Reuters

O anúncio foi feito hoje pela procuradoria-geral do Texas, estado que iniciou o processo com o apoio do Alabama, Arizona, Geórgia, Luisiana, Maine, Oklahoma, Tennessee, Utah, Virgínia Ocidental e Wisconsin. Nove dos 11 estados são governados por republicanos.

Os Departamentos da Justiça e da Educação emitiram, a 13 de maio, uma diretiva que instruiu todas as escolas públicas do país a autorizar os alunos transexuais a escolherem a casa de banho de acordo com o sexo com o qual se identificam, e não de acordo com o sexo que aparece na certidão de nascimento.

"Não há espaço nas nossas escolas para qualquer tipo de discriminação, incluindo a discriminação contra estudantes transexuais de acordo com o seu sexo", afirmou a procuradora-geral dos EUA, Loretta Lynch.

Embora a diretiva não seja vinculativa, as escolas que não a cumprirem poderão enfrentar ações judiciais ou redução da ajuda federal.

"Conspira-se para transformar os locais de trabalho e os ambientes educacionais em todo o país em laboratórios para um experimento social massivo, desprezando o processo democrático e atropelando as políticas de bom senso que protegem as crianças e os direitos básicos de privacidade", lê-se na ação judicial.

Esta batalha faz parte de uma discussão mais ampla sobre a igualdade de direitos nos Estados Unidos, onde uma onda de iniciativas que têm como alvo as Comunidades lésbicas, gays, bissexuais e transexuais (LGBT) desde uma decisão histórica da Suprema Corte que, no ano passado, legalizou o casamento entre pessoas do mesmo sexo em todo o país.

Lusa

  • Drone inglês evita execução do Daesh na Síria
    2:08

    Mundo

    A Força Aérea britânica divulgou esta terça-feira um vídeo que mostra um drone a parar uma execução pública que estaria prestes a acontecer às mãos do Daesh, na Síria. As imagens, apesar de cortadas pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, mostram várias pessoas na rua, uma explosão e, depois, a fuga.

  • Atrás das Câmaras em Fátima
    2:48
  • PS quer reconquistar poder em Vila Viçosa
    2:06

    Autárquicas 2017

    Ana Catarina Mendes insistiu na ideia de que o PSD escolheu um modo perigoso de fazer campanha, ao insistir nas críticas à lei da imigração. Ana Catarina Mendes, secretária-geral adjunta do PS, esteve esta quarta-feira em campanha no distrito de Évora.

  • Troca de argumentos entre Medina e Cristas marca campanha em Lisboa
    2:34

    Autárquicas 2017

    Esta quarta-feira o dia de campanha em Lisboa ficou marcado por uma troca de argumentos entre Fernando Medina e Assunção Cristas. O atual presidente da Câmara acusa a candidata do CDS de não respeitar os lisboetas por admitir que pode não exercer o cargo de vereadora até ao fim do mandato. Já Assunção Cristas garante que se for eleita cumpre o mandato até ao fim.

  • Furacão Maria já causou pelo menos nove mortes

    Mundo

    O furacão Maria já causou pelo menos nove mortos durante a sua passagem pelas Antilhas Menores, tendo baixando para uma tempestade de grau três depois de atravessar Porto Rico, segundo as autoridades.

  • Como mudar um templo com 135 anos e 2 mil toneladas... de lugar

    Mundo

    Um templo budista do século XIX é um dos mais populares em Xangai, na China. Visitado diariamente por milhares de pessoas, precisava de ser relocalizado para evitar que uma tragédia acontecesse. E mesmo pesando cerca de duas mil toneladas, a missão acabou por se provar possível.

  • Casal morre com horas de diferença depois de 75 anos de casamento

    Mundo

    George e Jean Spear morreram no passado dia 15 de setembro, no hospital de Queensway Carleton, em Ottawa (Canadá), depois de terem celebrado 75 anos de casamento em agosto. A britânica de 94 anos conheceu o candaniano em 1941, num salão de bailes, em Londres. George Spear servia as Forças Armadas durante a Segunda Guerra Mundial.

    SIC