sicnot

Perfil

Mundo

Brasil cria comité para unificar combate ao crime nas fronteiras

O governo interino do Brasil anunciou, na quarta-feira, a criação de um comité composto por vários organismos estatais para unificar as ações de combate ao crime nas fronteiras, especialmente o tráfico de droga e o contrabando.

© Adriano Machado / Reuters

O comité reunirá os ministérios da Defesa, Justiça e Cidadania e Relações Exteriores, a Polícia Federal, a Receita Federal, a Agência Brasileira de Inteligência e as Forças Armadas.

"A ideia é unificar o comando das operações já previstas, otimizando recursos e fazendo da inteligência um trunfo para surpreender criminosos que atuam nos cerca de 17 mil quilómetros de fronteiras secas. As marítimas e fluviais também receberão atenção", informou a Presidência em comunicado.

Segundo o ministro das Relações Exteriores, José Serra, citado na nota, estão em causa três problemas: contrabando de armas, tráfico de drogas e de mercadorias.

De acordo com o chefe da diplomacia brasileira, o país perde, pelo menos, 20 milhões de reais (cinco milhões de euros) em receitas por ano devido ao contrabando.

José Serra aproveitou a sua recente viagem à Argentina para acordar com o presidente Mauricio Macri a realização de um encontro com vários países da região sobre estes problemas nas fronteiras.

Para melhorar a vigilância, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, anunciou o aluguer de um satélite israelita que, do espaço, permite a aproximação da imagem como se as ações estivessem a ser vistas a apenas cinco metros do local, segundo o comunicado.

Lusa

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Mais de 50 detidos pela GNR em 12 horas

    País

    A GNR fez 51 detenções entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje, 39 das quais por condução sob efeito do álcool ou sem carta, e três por violência doméstica, segundo um comunicado hoje divulgado.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".

  • Monumentos de 7 mil cidades às escuras por 1 hora
    2:51