sicnot

Perfil

Mundo

Polícia brasileira deteve um dos suspeitos da violação coletiva de adolescente

Um dos suspeitos da violação coletiva de uma adolescente brasileira de 16 anos numa favela do Rio de Janeiro foi detido este sábado, na sequência de uma operação que mobilizou 70 polícias militares.

Felipe Dana

Segundo a agência de notícias France Presse, que cita a direção da Polícia Militar, o suspeito, cuja identidade não foi revelada, foi levado para a esquadra para ser interrogado, enquanto a polícia continuava a operação na favela São José Operário (zona Oeste), à procura também de droga e carros roubados.

A violação da adolescente por mais de 30 homens no Rio de Janeiro consternou o Brasil e desencadeou uma série de condenações nas redes sociais, incluindo da Presidente com mandato suspenso, Dilma Rousseff, e do Governo interino.

Segundo as declarações da jovem, ela foi violada por 33 homens armados, que depois publicaram nas redes sociais vídeos e fotos do crime. A violação terá ocorrido entre sábado e domingo da semana passada, mas só chegou ao conhecimento público na quarta-feira.

"Aqueles que cometeram este crime hediondo serão encontrados, presos e condenados", prometeu, na sexta-feira, o ministro da Justiça, Alexandre de Morais, em conferência de imprensa.

No entanto, nesse mesmo dia, a polícia acabou por libertar três dos suspeitos, tendo o comissário encarregado do caso, Alessandro Thiers, justificado que a investigação ainda estava a decorrer com vista a determinar se a jovem teria ou não consentido, se estava ou não drogada e se os factos tinham efetivamente ocorrido.

O advogado da jovem pediu a substituição imediata do comissário, denunciando que ele chegou a perguntar à adolescente se ela costumava participar em orgias, adianta o site G1 Globo.

Entretanto, foram organizadas várias manifestações públicas de apoio à jovem, que decorreram na sexta-feira, tanto no Rio de Janeiro, como em São Paulo.

"Meu corpo não é para você" ou "Eu gosto de decotes, mas isso não é um convite à violação" eram algumas das frases que podiam ser lidas entre mensagens empunhadas por centenas de manifestantes.

A France Presse refere que a jovem de 16 anos foi descrita pela imprensa brasileira como sendo uma toxicodependente.

A adolescente é mãe de uma criança de três anos e, segundo a família, foi vítima de um ato de vingança por parte de um namorado que a atraiu para uma armadilha, drogou e violou e depois a deixou com o grupo de mais de 30 homens para realizarem a violação em grupo.

O caso abriu um debate no Brasil sobre a chamada "cultura da violação" e provocou numerosas críticas, dentro e fora das redes sociais, contra a "sociedade machista".

De acordo com dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, uma mulher é violada a cada 11 minutos no país e, em 2014, 47.636 pessoas sofreram uma agressão sexual.

Lusa

  • "Já só lhes resta uma coisa: bisbilhotar comunicações privadas"
    2:57

    Caso CGD

    O primeiro-ministro diz que o PSD atingiu o grau zero da política, quando chegou à "bisbilhotice" de querer ver as mensagens trocadas entre o ministro das Finanças e António Domingues. A polémica da Caixa Geral de Depósitos voltou a marcar o debate quinzenal, com António Costa a garantir que nunca esteve em causa a entrega de declarações da administração. Já o PSD e o CDS a acusaram o Governo de violar as regras da transparência e de oprimir os direitos da oposição.

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • Técnica de defesa contra aperto de mão de Donald Trump
    1:39
  • Vídeo mostra aterragem de Harrison Ford que quase causou um desastre

    Mundo

    Harrison Ford quase provocou um grave acidente quando, ao pilotar um dos seus aviões, falhou a pista de aterragem e esteve muito perto de chocar contra um um Boeing 737, com mais de 100 pessoas a bordo. O incidente com o ator norte-americano, considerado um piloto experiente, aconteceu na passada segunda-feira, dia 13, no Condado de Orange, na Califórnia, e o momento foi captado em vídeo.

  • Descoberta nova espécie de primatas em Angola

    Mundo

    Uma equipa britânica de cientistas descobriu uma nova espécie de galagos anões, um primata pertencente à família dos galonídeos - comum na África subsariana -, na floresta ameaçada da Kumbira, localizada na província do Cuanza Sul, noroeste de Angola.

  • Vestidos da princesa Diana em exposição
    1:29

    Mundo

    As roupas mais emblemáticas da princesa Diana vão estar em exposição no Palácio de Kensington, em Londres, a partir de sexta-feira. O objetivo é mostrar a evolução do estilo da princesa de Gales, considerada um dos maiores ícones de moda de sempre.