sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 56 mortos em ofensiva militar contra islamitas nas Filipinas

Pelo menos 56 pessoas morreram depois de vários dias de uma ofensiva levada a cabo pelo exército das Filipinas no sul do país contra a organização islamita "grupo Maute", informou hoje a imprensa local.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Romeo Ranoco / Reuters

Segundo Filemon Tan, porta-voz do Comando das Forças Armadas de Mindanao Ocidental, onde foram registados os confrontos, o ataque contra os rebeldes começou na quinta-feira e causou a morte de dois soldados e 54 rebeldes, refere o diário Inquirer.

O grupo rebelde é liderado pelos irmãos Abdullah e Omar Maute, alegadamente ligados à organização islâmica Jemaah Islamiyah, presente em vários países do sudeste asiático.

Não obstante o histórico acordo de paz assinado em 2014 entre o Governo filipino e a Frente Moro de Libertação Islâmica (FMLI), em março, vários grupos rebeldes permanecem ativos no sul muçulmano das Filipinas.

Entre 100 mil e 150 mil pessoas -- pelo menos 20% das quais civis -- foram mortas no sul do país durante as mais de quatro décadas de conflito separatista que paralisou o desenvolvimento de uma região rica em recursos naturais e empobreceu a população.

Lusa

  • Vidas de fogo
    12:04

    Reportagem Especial

    Este ano durante o período mais crítico dos fogos, estão no terreno quase dez mil operacionais, a maioria bombeiros voluntários. A Reportagem Especial da SIC deste domingo "Vidas de fogo" dá a conhecer histórias de bombeiros que sobreviveram às chamas enquanto serviam o país.

  • Portugal "precisa avançar no trabalho" para reduzir crédito malparado
    1:36

    Economia

    Bruxelas recomenda e insiste que o Governo português avance no trabalho para resolver o crédito malparado. Em entrevista à SIC e ao Expresso, o vice-Presidente da Comissão para o Euro e Estabilidade Financeira, Valdis Dombrovskis, adianta que Bruxelas está também a preparar um Plano de Ação ao nível europeu.

    Entrevista SIC/Expresso

  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.