sicnot

Perfil

Mundo

Zoo defende morte de gorila após queda de menino

O diretor do Jardim Zoológico de Cincinnati, nos Estados Unidos, defende a decisão de matar um gorila, depois de um menino de 4 anos ter caído, no sábado, na fossa que separa o público do espaço onde se encontrava o animal. A morte de “Harambe” está a ser muito criticada, sobretudo por tratar-se de um elemento de uma espécie ameaçada.

reuters

reuters

reuters

reuters

O diretor do zoo, Thane Maynard, reitera que a decisão de abater o gorila - de nome "Harambe" - foi a correta, uma vez que o animal estava agitado e poderia ter matado a criança.

"Olhando para trás, teríamos tomado a mesma decisão", afirmou.

O menino, de 4 anos, saltou o muro de um metro que o separava do espaço onde estava o gorila e entrou dentro do recinto. O gorila agarrou por alguns momentos na criança pelo tornozelo, de forma bastante agitada, o que levou o zoo a abater o animal. O menino está a salvo, mas o acidente está a provocar um rol de reações.

Mais de 200 mil pessoas já assinaram uma petição no site Change.org, em protesto contra o abate do animal. Exigem "Justiça para Harambe" e apelam às autoridades policiais para que responsabilizem os pais da criança.

Com velas acesas e cartazes com a mensagem "Descansa em paz", dezenas de pessoas fizeram uma vigília à porta do zoo.

"A vida da criança estava em perigo. No final do dia, a responsabilidade é dos pais, de mais ninguém", afirmou Vanessa Hammonds, uma das participantes.

A mãe da crianca identificou-se como Michelle Greg. Escreveu uma mensagem no Facebook a pedir que a não julguem porque "os acidentes acontecem".

O diretor do zoo explica que o gorila não estaria a pôr em perigo o menino, apenas a magoá-lo.

"O gorila estava agitado, claramente desorientado", disse, lamentando a morte de um "magnífico animal".

Milhares de mensagens de apoio, de todo o mundo, chegaram ao jardim zoológico.

Por outro lado, o zoo está a ser questionado sobre a segurança do muro de separação - de apenas um metro.

"As barreiras são seguras, excedem os protocolos. O problema das barreiras é que, seja ela qual for, algumas pessoas conseguem passá-las. Não, o zoo não foi negligente", declarou Thane Maynard.

  • Presidente da Proteção Civil demitiu-se

    País

    O Presidente da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), Joaquim Leitão, pediu esta quarta-feira a demissão com efeitos imediatos. A carta de demissão foi enviada para o Ministério da Administração Interna, no entanto, uma vez que a ministra também se demitiu, o documento seguiu para o gabinete do primeiro-ministro, António Costa.

  • Provavelmente o melhor golo da noite de Liga Europa
    1:24
  • Vitória de Guimarães mais longe dos 16 avos de final
    1:48
  • O perfil dos novos ministros
    3:22

    País

    Pedro Siza Vieira e Eduardo Cabrita são os dois novos ministros que tomam posse no próximo sábado. Ambos têm uma particularidade: são amigos de longa data do primeiro-ministro António Costa.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão

  • Fogos na Califórnia provocaram 42 mortos e perdas acima de mil milhões de dólares

    Mundo

    O comissário dos seguros da Califórnia afirmou esta quinta-feira que as perdas provocadas pelos incêndios que dizimaram extensas áreas deste Estado norte-americano excedem os mil milhões de dólares (844 milhões de euros). Estes incêndios, que começaram no condado de Sonoma County, já provocaram a morte a 42 pessoas no mês de outubro.

  • Quem está ao lado de Trump? Melania ou uma sósia?

    Mundo

    A especulação surgiu no Twitter: estaria Trump acompanhado de uma sósia de Melania para ocultar a ausência da mulher num evento oficial? A teoria da conspiração ganhou depois força nas redes sociais. Julgue por si mesmo.

    SIC

  • Norte-americano entrega-se após perder aposta com a polícia no Facebook

    Mundo

    Um jovem de 21 anos procurado pela polícia norte-americana entregou-se, esta segunda-feira, depois de perder uma aposta com a polícia, no Facebook. Michael Zaydel prometeu entregar-se se uma publicação sobre o seu desaparecimento chegasse às mil partilhas, na rede social. O jovem norte-americano prometeu ainda levar uma dúzia de donuts, caso os agentes da cidade de Redford conseguissem ganhar a aposta.

    SIC