sicnot

Perfil

Mundo

Ataques aéreos matam 42 civis no norte da Síria

Pelo menos 42 civis foram mortos hoje no norte da Síria em consequência de bombardeamentos da força aérea síria, da aviação russa e da coligação internacional liderada pelos EUA, anunciou o Observatório Sírio dos Direitos do Homem (OSDH).

(Arquivo SIC)

(Arquivo SIC)

SIC

Os ataques da força aérea síria mataram 15 civis na província de Idlib e os bombardeamentos da força aérea russa e das forças do regime sírio fizeram 11 mortos na província de Alepo, de acordo com a mesma fonte, citada pela agência France Presse.

Sete das pessoas vítimas dos ataques das forças do regime viajavam num autocarro na estrada de Castello, uma via utilizada pelas forças rebeldes que controlam parte da cidade dividida de Alepo, de acordo com o diretor da OSDH, Rami Abdel Rahmane.

Seis civis foram mortos em resultado de operações levadas a cabo pela coligação internacional na localidade de Minbej (província de Alepo) e outros 10 morreram na cidade de Raqa, capital da província homónima, ambos os locais nas mãos dos 'jihadistas' do grupo extremista Estado Islâmico (EI), ainda de acordo com a OSDH.

O Centcom, o comando militar norte-americano no Médio Oriente, anunciou hoje que a coligação internacional levou a cabo 18 bombardeamentos de posições do EI em Minbej.

Na terça-feira, as Forças Democráticas Sírias (FDS), uma aliança arábio-curda apoiada pela coligação internacional, lançou uma ofensiva destinada a retomar Minbej, segundo a OSDH

A guerra na Síria fez já mais de 280 mil mortos e provocou a deslocação de vários milhões de pessoas desde 2011.

Lusa

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Mais de 50 detidos pela GNR em 12 horas

    País

    A GNR fez 51 detenções entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje, 39 das quais por condução sob efeito do álcool ou sem carta, e três por violência doméstica, segundo um comunicado hoje divulgado.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".

  • Monumentos de 7 mil cidades às escuras por 1 hora
    2:51