sicnot

Perfil

Mundo

Polícia que matou negro desarmado nos EUA condenado a quatro anos de prisão

O polícia que matou a tiro um homem negro desarmado há um ano em Oklahoma, nos Estados Unidos, foi hoje condenado a quatro anos de prisão. No dia 02 de abril de 2015, em Tulsa (Oklahoma), Eric Harris, suspeito de vender armas ilegais, foi baleado mortalmente durante uma perseguição feita por um polícia na reserva, a qual ficou registada em vídeo.

Eric Harris

Eric Harris

AP Images

Os advogados de Robert Bates, de 74 anos, argumentaram que o polícia na reserva pensava que estava a usar uma arma de eletrochoque ('taser'), mas a justificação não convenceu o júri que o declarou culpado há um mês.

Os elementos do júri recomendaram então a pena de quatro anos, a máxima prevista para estes casos.

A defesa já anunciou que vai recorrer da sentença, alegando que o ancião sofre de problemas de saúde.

A morte de Harris ocorreu numa altura em que estava acesa a polémica sobre a atuação das forças de segurança nos Estados Unidos, depois da morte de várias pessoas negras e hispânicas pela polícia, uma espiral que começou com o caso Michael Brown, em Ferguson, no estado do Missouri, em agosto de 2014.

Lusa

  • 105 detidos pela PSP e GNR nas últimas 24 horas

    País

    Só a GNR deteve 64 pessoas em flagrante delito, entre a noite de sexta-feira e o início da manhã deste sábado, a maioria das quais (47) por condução sob o efeito do álcool. A PSP de Lisboa efetuou 41 detenções em 24 horas, dez por tráfico de droga.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.