sicnot

Perfil

Mundo

Jovem que esmurrou Rajoy condenado a dois anos num centro de menores

O jovem que agrediu a murro o presidente do Governo de Espanha na campanha para as legislativas de dezembro foi condenado a dois anos de reclusão num centro de menores, mais um ano em regime de liberdade vigiada.

© Andrea Comas / Reuters

A 16 de dezembro último, a quatro dias das legislativas espanholas, Mariano Rajoy - também ele natural da Galiza - foi esmurrado por um jovem galego de 17 anos quando participava numa arruada em Pontevedra (Galiza, noroeste de Espanha). O murro partiu os óculos a Rajoy, que também ficou com marcas da agressão na face.

A sentença do caso foi decidida pelo Tribunal de Menores de Pontevedra a 12 de maio e resultou de um acordo entre a Procuradoria espanhola e os advogados do menor, informou hoje o Tribunal Superior de Justiça da Galiza.

O agressor - que no passado mês de março atingiu a maioridade - reconheceu perante o juiz os factos que lhe foram imputados e foi condenado por um delito de atentado contra a autoridade, com a circunstância agravante de o ter feito com intimidação ou violência contra um membro do governo.

Além do período de reclusão num centro de menores, o jovem galego também vai ter de frequentar um programa de reeducação.

Os seis meses que já passou em regime de internamento - que resultaram das medidas cautelares que lhe foram aplicadas no decorrer do processo - serão descontados do tempo que terá de cumprir.


Lusa

  • Genro de Donald Trump depõe hoje no Senado

    Mundo

    Jared Kushner, genro do Presidente dos EUA Donald Trump, vai hoje depor à porta fechada perante o comité dos serviços de inteligência do Senado, a câmara alta do Congresso norte-americano.

  • " A melhoria das contas públicas não foi feita à custa dos portugueses"
    1:30

    País

    Numa espécie de balaço deste ano e meio de governação, o primeiro-ministro voltou a assinalar voltou a assinalar a redução do défice e as melhorias nas contas públicas. Num jantar com militantes em Coimbra, António Costa garantiu ainda que a "verdadeira reforça do Estado avança até ao final desta legislatura, que é a Descentralização.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15