sicnot

Perfil

Mundo

Tailândia é 1º país da Ásia a erradicar transmissão de VIH de mãe para filho

A Tailândia tornou-se o primeiro país da região da Ásia-Pacífico a erradicar a transmissão do VIH e da sífilis de mãe para filho, anunciou a Organização Mundial da Saúde (OMS).

reuters

A OMS também reconheceu o país asiático como o primeiro com um grande número de casos que consegue o que a organização classificou como "um marco extraordinário" e "um passo crucial para reduzir a epidemia do VIH".

"A Tailândia mostrou ao mundo que o VIH pode ser derrotado", disse o diretor regional para o Sudeste Asiático da OMS, Poonam Khetrapal Singh, em comunicado.

Cerca de 21 mil crianças nascem a cada ano com o VIH a Ásia-Pacífico, onde há 200 mil menores afetados.

Segundo a OMS, mulheres infectadas com VIH têm entre 15% e 45% de possibilidades de transmitir o vírus aos seus filhos durante a gravidez, parto ou amamantação, mas o risco diminui para 1% se durante estes períodos lhes forem aplicados antirretrovirais.

Segundo o ministério da Saúde tailandês, 98% das mulheres com VIH têm acesso a antirretrovirais, e a transmissão do vírus de mãe para filhos caiu para menos de 2%.

As autoridades tailandesas estimam que, no ano 2000, mil crianças foram infectadas, número que em 2015 diminuiu 90%, para 85 casos em todo o país, onde 450 mil viviam com este vírus em 2014.

Além de conter a transmissão do VIH entre mãe-filho, as autoridades do país asiático também conseguiram reduzir o número de mulheres infectadas com o vírus que, entre 2000 e 2014, passou de 15 mil novos casos a 1,9 mil, uma queda de 87%.

  • Atrás das Câmaras em Mirandela
    2:36

    Atrás das Câmaras

    A SIC está a percorrer o pais para ouvir as historias dos municípios e dos eleitores. Até às autárquicas, o programa opinião pública dá lugar ao Atrás das Câmaras, que hoje está em Mirandela, no distrito de Bragança, como conta a repórter Catarina Lázaro.

    Hoje na SIC e SIC Notícias

  • Ambiente e direitos humanos dominam discurso de Costa na ONU
    2:03
  • "Não é possível fazer tudo ao mesmo tempo"
    0:39

    Orçamento do Estado 2018

    O deputado e economista do PS Paulo Trigo Pereira defende que o desagravamento fiscal que o Governo quer pôr em marcha é "moderado". Em entrevista ao Público e à Renascença, o socialista diz que é preciso realismo e que é uma "alquimia" mexer ao mesmo tempo nas carreiras, pensões e rendimentos dos trabalhadores.

  • Como fazer negócios no mercado dos leilões
    7:15