sicnot

Perfil

Mundo

Urso pardo libertado nos Pirenéus para assegurar a continuação da espécie

Um urso pardo foi libertado nas montanhas dos Pirenéus, a norte de Espanha, como parte de um programa para assegurar a sobrevivência da espécie na região, informaram hoje autoridades locais.

© Jim Urquhart / Reuters

O animal, de origem eslovena, que pesa 205 quilos e tem cerca de 10 anos, foi libertado hoje no Parque Natural do Alto Pireneu, o maior na região nordeste da Catalunha, afirmou o governo regional da região, num comunicado.

O urso, chamado Goiat, chegou a Espanha vindo de uma reserva na Eslovénia, que tem uma próspera população destes animais e que tem vindo a ajudar a aumentar a quantidade destes animais na Europa.

Os ursos pardos nativos dos Pirenéus estavam quase extintos nos anos 1990, devido em grande parte à caça, e a primeira tentativa de os reintroduzir ocorreu em 1996-97 quando três ursos, duas fêmeas e um macho, foram deslocados da Eslovénia.

Acredita-se que existem 35 ursos pardos em ambos os lados dos Pirenéus, sendo que a maioria deles são já descendentes de Pyros, que tem 26 anos e que demonstra sinais de velhice.

Os responsáveis pela vida animal no parque queriam introduzir um novo urso macho no domínio de Pyros, em nome da diversidade genética.

Consanguinidade excessiva reduz variações genéticas e, com o tempo, deixa a população animal vulnerável a doenças e deformidades, afirmam especialistas.

O programa para reintroduzir ursos pardos na região tem sido disputado por criadores de animais que afirmam que estes ursos não são bem-vindos e que lhes vão matar o gado.

Estes animais surgiram há cerca de 600.000 anos na China e foram vistos pela primeira vez na Europa há cerca de 250.000 anos. São da mesma espécie que o 'ursus arctos', o grizzly americano.

Lusa

  • "Sempre nos disseram que bastava o Aves ganhar para estar na Liga Europa"
    0:34

    Desporto

    O Presidente da SAD do Desportivo das Aves garante que não houve esquecimento ou atraso na inscrição do clube na Liga Europa. Luiz Andrade afirma que sempre lhe disseram que bastava vencer a Taça de Portugal para marcar presença na competição e que ainda não sabe se o clube pode ou não jogar a fase de grupos da competição europeia.

  • "Fui violada por Harvey Weinstein aqui em Cannes"
    1:02

    Cultura

    A cerimónia de encerramento do Festival de Cinema de Cannes ficou ainda marcada pelo discurso de Asia Argento. A atriz italiana que acusou Harvey Weinstein de a ter violado justamente numa das edições do festival de Cannes, e que há mais abusadores à solta.

  • As primeiras imagens das quatro crias da lince Malva
    0:20
  • Exército sírio declara Damasco "totalmente segura"

    Mundo

    O exército sírio proclamou esta segunda-feira a capital Damasco e também os arredores, como locais "totalmente seguros". O anúncio foi feito em clima de festa, depois de os militares terem reconquistado os bairros do sul da cidade, até agora nas mãos do Daesh.