sicnot

Perfil

Mundo

Livro de fotojornalista português sobre crianças escravas angariou 26 mil €

O projeto de um livro sobre milhares de crianças escravizadas no Senegal, com imagens do fotojornalista português Mário Cruz, conseguiu angariar 29.684 dólares (cerca de 26 mil euros), superando o valor necessário para ser publicado.

MÁRIO CRUZ/LUSA

A verba foi entregue por 371 doadores de todo o mundo através de um portal na Internet, Kickstarter, especializado em angariação de fundos (crowdfunding) e o prazo para ofertas terminou hoje.

"Estou bastante feliz por perceber que a mensagem passou e que o livro vai ser criado para servir de prova" dos maus-tratos contra crianças, disse o fotojornalista da Lusa na terça-feira, quando a meta de 28 mil dólares (cerca de 25 mil euros) foi alcançada - dois dias antes do fim da campanha.

O livro que vai denunciar as falsas escolas corânicas do Senegal deverá ter entre 65 a 75 fotos e Mário Cruz espera vê-lo publicado até final de setembro.

"Agora vamos tentar perceber como distribuir o livro e produzi-lo o mais rapidamente possível para que esta prova física chegue às mãos das pessoas do Senegal, Guiné-Bissau e um pouco por todo o mundo", concluiu.

A Guiné-Bissau é um dos países onde são recrutadas mais crianças, entre os cinco e os 15 anos.

O projeto "Talibes Modern Day Slaves" resulta do desafio lançado ao fotojornalista pela FotoEvidence, organização internacional que premeia e cria publicações de reportagens sobre injustiças sociais e violações dos direitos humanos.

Há um ano, Mário Cruz tirou uma licença sem vencimento e passou dois meses no Senegal a investigar e fotografar a vida de crianças 'talibés', que vivem em falsas escolas de ensino do Corão (escrituras sagradas muçulmanas) e mendigam pelas ruas.

Na altura, viajou também até à Guiné-Bissau onde conheceu famílias de crianças escravas.

As fotografias captadas por Mário Cruz, 28 anos, valeram-lhe o primeiro prémio do World Press Photo, na categoria Assuntos Contemporâneos e ainda o Prémio Estação Imagem 2016.

Antes disso, a revista de distribuição internacional Newsweek publicou 20 imagens do trabalho.

Lusa

  • Português premiado no World Press Photo
    2:17

    Cultura

    O fotógrafo português, Mário Cruz, foi premiado na categoria Temas Contemporâneos do concurso World Press Photo. O trabalho premiado do foto-jornalista da Agência Lusa retrata o tráfico e exploração infantil no Senegal. O australiano Warren Richardson foi o vencedor do prémio principal com a fotografia sobre a crise dos refugiados.

  • "Nobel é um incentivo para toda uma nação"
    1:19

    Mundo

    O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos recebeu ao início da tarde na Noruega o prémio pelo trabalho que desenvolveu junto das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, FARC. As cerimónias são este sábado e marcadas pela ausência do Nobel da Literatura, Bob Dylan.

  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55

    Football Leaks

    Com o escândalo dos agentes de futebol a dar que falar, o Expresso revela este sábado os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa. O nome da empresa de que é administrador, a Energy Soccer, surge na investigação em transferências de jogadores que envolvem o Futebol Clube do Porto num conflito de interesses.