sicnot

Perfil

Mundo

Holandesa presa no Qatar condenada após queixar-se de violação

Um tribunal de Doha, no Qatar, condenou hoje a um ano de prisão, ou pagamento de multa, por adultério, uma holandesa que apresentou queixa por violação, durante as suas férias naquele país, refere uma fonte judicial.

© REUTERS FILE PHOTO / Reuters

A mulher identificada pelo nome próprio Laura não esteve na audiência e será expulsa do Qatar assim que pagar uma multa de 732 euros, acrescentou a fonte citada pela agência noticiosa francesa AFP.

A holandesa, de 22 anos, rejeita a acusação de adultério.

A acompanhar o processo, a embaixadora da Holanda no Qatar, Yvette Burghgraef-van Eechoud, declarou aos jornalistas que os seus serviços vão ajudar Laura a deixar Doha.

"Faremos tudo para que ela deixe o país o mais cedo possível", disse a diplomata, acrescentando que a mulher pode sair do Qatar nos próximos dias.

O homem julgado com Laura, um cidadão sírio identificado como Omar Abdallah al-Hassan, foi julgado a 100 chicotadas por adultério e 40 chicotadas pelo consumo de álcool, interdito neste emirato conservador que segue a lei islâmica, segundo a fonte judicial.

Omar Hassan, que também não esteve na audiência, será submetido a uma exame médico para verificar se está em condições de receber o castigo físico.

Laura foi presa a 14 de março por suspeita de adultério, o que, naquele país, significa ter relações sexuais fora do casamento, e é proibido, como explicou o seu advogado, Brian Lokollo, na semana passada.

O advogado relatou que a jovem holandesa estava de férias no Qatar, alojada num hotel onde é permitido o consumo de álcool e diz ter sido drogada no hotel, percebendo que tinha sido violada quando acordou num apartamento que desconhecia.


Lusa

  • Jovem que morreu numa estância de esqui em Espanha sofreu um aneurisma
    1:26
  • Cunhado do Rei de Espanha em liberdade sem caução

    Mundo

    Inaki Urdangarin vai mesmo aguardar o desenrolar do recurso em liberdade na Suíça, onde o marido da Infanta Cristina tem residência oficial e onde terá de se apresentar às autoridades uma vez por mês, para além de estar obrigado a comunicar qualquer deslocação fora da Europa. De fora fica ainda o pagamento da caução de 200 mil euros pedida pelo Ministério Público espanhol.

  • Três letras de Zeca Afonso

    Cultura

    No dia em que se assinalam 30 anos da morte de Zeca Afonso, Raquel Marinho, jornalista da SIC e divulgadora de poesia portuguesa contemporânea, escolhe três letras do cantor e autor para dizer, em forma de homenagem.

    Raquel Marinho

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • "Isto é uma mentira e tem carimbo de Estado"
    2:12

    Opinião

    O preço das botijas de gás em Portugal duplicou nos últimos 15 anos. José Gomes Ferreira esteve no Jornal da Noite, da SIC, onde explicou este aumento, lembrando que a classe política prometeu que se houvesse mais empresas a operar no mercado, os preços desciam. Contudo, José Gomes Ferreira diz que "isto é uma mentira e tem carimbo de Estado". O Diretor-Adjunto de Informação SIC explicou que como o mercado é livre, os operadores vendem aos preços mais altos que podem, deste modo os preços não variam muito entre uns e outros.

    José Gomes Ferreira