sicnot

Perfil

Mundo

Papa reconhece o martírio de 115 pessoas assassinadas na Guerra Civil Espanhola

O papa Francisco assinou hoje um decreto que reconhece o martírio de 115 espanhóis assassinados na Guerra Civil espanhola (1936-1939).

© Tony Gentile / Reuters

O gabinete de imprensa do Vaticano anunciou que foi aprovado o "decreto do martírio" de José Álvarez-Benavides de la Torre e de outros 114 companheiros assassinados por "odio e fé" entre 1936 e 1938.

O decreto foi assinado pelo papa durante uma reunião hoje com o cardeal Angelo Amato, prefeito da Congregação para as Causas dos Santos.

Álvarez-Benavides, professor catedrático de teologia, nasceu em Málaga em 1865 e morreu em 1936 em Almeria, onde era reitor da catedral.

Na mesma ocasião, foram reconhecidas as "virtudes heroicas" do padre Vicente Garrido Pastor, sacerdote da diocese e fundador do Instituto Secular de las Obreras de la Cruz, que nasceu em Valência em 1896 e morreu em 1975.

O papa também aprovou as "virtudes heroicas" de Maria Elisea Oliver Molina, fundadora da Congregação das Irmãs da Virgem Maria do Monte Carmelo, nascida em 1869 e morta em 1931.

O padre Vicente e Maria Elisea são agora considerados "veneráveis". A declaração das virtudes heroicas é o primeiro passo na beatificação de personalidades, que passam a ser motivo de culto dos crentes.

Para a beatificação, deve ser aprovado um milagre da ação do homenageado e para a passagem para Santo, é necessário um segundo milagre.

Lusa

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.

  • Brasil já tirou o "pé do chão"
    1:59

    Mundo

    Já começaram os desfiles e festas de carnaval, no Rio de Janeiro.Esta sexta feira foi o início oficial das celebrações com centenas de milhar de pessoas nas ruas até de madrugada.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Atores de Hollywood contra Trump
    1:44

    Mundo

    Centenas de pessoas juntaram-se em mais um protesto contra o presidente dos Estados Unidos. A manifestação, em Beverly Hills, juntou várias estrelas de Hollywood.