sicnot

Perfil

Mundo

China considera que fez "progressos extraordinários" nos direitos humanos

A China alcançou "progressos extraordinários" na implementação do seu segundo plano para os direitos humanos, incluindo avanços na liberdade religiosa e proteção social em regiões afetadas por "extremistas religiosos e separatistas", considerou o hoje Governo chinês.

reuters

Quase todos os trabalhadores religiosos na China são abrangidos pelo sistema de segurança social, com 96,5% a beneficiar de seguro de saúde e 89,6% a descontar para o sistema de pensões, aponta um relatório difundido pelo Departamento de Informação do Conselho de Estado chinês sobre a evolução dos direitos humanos no país entre 2012 e 2015.

"A liberdade de crença religiosa está completamente garantida e os direitos e interesses das minorias étnicas foram efetivamente protegidas na China", proclama o documento.

Ao contrário dos governos e opinião pública dos países mais ricos, que enfatizam a importância da liberdade e direitos políticos individuais, Pequim defende "o direito ao desenvolvimento" como "o mais importante dos direitos humanos".

O mesmo relatório detalha que, entre 2011 e 2015, o Estado chinês gastou 200 milhões de yuan (26,7 milhões de euros) na renovação e ampliação de instalações religiosas no Tibete, uma das regiões chinesas mais vulneráveis ao separatismo.

Em Xinjiang, região do noroeste da China palco de frequentes conflitos étnicos entre chineses da minoria étnica muçulmana Uigur e a maioria Han, 70% dos gastos públicos foram destinados às áreas da educação, emprego, segurança social e ambiente, destaca.

O documento revela ainda que, nos últimos três anos, o número de habitantes das zonas rurais que viviam abaixo da linha de pobreza - menos de 2.300 yuan (311 euros) por ano - diminuiu 43,1 milhões, para 55,8 milhões, o que corresponde a 4% da população.

A questão dos direitos humanos continua a ser uma fonte de tensão entre a China e os governos dos países mais desenvolvidos, sobretudo na Europa e América do Norte.

Segundo um relatório recente da organização de defesa dos direitos humanos Chinese Human Rights Defenders (CHRD), o número de presos políticos no país quase triplicou desde que o atual Presidente chinês, Xi Jinping, ascendeu ao poder, em 2013.

  • França e Rússia criam grupo de trabalho contra o terrorismo
    1:00

    Mundo

    França e Rússia vão criar um grupo de trabalho para lutar contra o terrorismo. A proposta partiu do Presidentre francês e foi anunciada por Vladimir Putin. Na conferência de imprensa conjunta, o Presidente russo explicou que ambos falaram também da Coreia do Norte.    

  • Obrigada a vir dos EUA, de 3 em 3 semanas, para ver o filho
    2:00
  • Marcelo diz que Europa não deve contar com benevolência dos aliados 
    1:19

    País

    O Presidente da República concorda com Angela Merkel, que este domingo defendeu que a Europa já não pode confiar a 100% nos países aliados. Numa conferência sobre o futuro da Europa, Marcelo Rebelo de Sousa defendeu que a União Europeia tem de assumir responsabilidades e protagonismo e não pode contar com a iniciativa e a benevolência dos aliados.

  • Novos casos de tuberculose caíram para metade

    País

    Portugal reduziu para metade o número de novos casos de tuberculose entre 2000 e 2016, segundo um relatório hoje divulgado, que mostra que, no ano passado, a taxa de incidência da doença foi de 18 por 100 mil habitantes.

  • Julgamento de Pedro Dias só deve começar após as férias judiciais
    2:59

    País

    O Tribunal da Guarda vai juntar o homicídio de Liliane Pinto ao processo principal dos crimes de Aguiar da Beira. Pedro Dias será interrogado em julho, mas o julgamento só deve começar depois das férias judiciais. No interrogatório judicial de 10 de novembro do ano passado, Pedro Dias ficou em silêncio.

  • Angola confirma pela 1ª vez que José Eduardo dos Santos está em Espanha por motivos de saúde

    Mundo

    É a primeira vez que o governo de Luanda admite, oficialmente, que o Presidente José Eduardo dos Santos sentiu-se mal e está a receber assistência médica em Espanha. Com 74 anos, os últimos 38 como Presidente de Angola, José Eduardo dos Santos tem feito visitas regulares a Barcelona para efetuar exames médicos, mas nem uma palavra sobre as suspeitas de que o Chefe de Estado angolano teria sofrido um AVC recentemente.

  • Merkel sugere que a Europa já não pode contar com aliados como os EUA
    1:45

    Mundo

    Depois das cimeiras do G7 e da NATO,e sem nunca mencionar Donald Trump, a chanceler alemã diz que é tempo de cada país tomar conta do próprio destino. As declarações de Angela Merkel foram feitas em Munique numa ação de campanha da CDU e evidenciam incómodo em relação às posições manifestadas pelos EUA.

  • Bombeiro alvejado durante assalto em Buenos Aires
    1:07

    Mundo

    A polícia argentina está a investigar o assalto e a agressão a tiro a um bombeiro em Buenos Aires. O homem de 30 anos foi atacado por três jovens, o momento foi captado pelas câmaras de videovigilância. As imagens mostram o exato momento em que o bombeiro foi atacado pelo grupo, perto de um quiosque de alimentação automático. De acordo com as informações disponíveis, a vítima terá sido alvejada seis vezes.