sicnot

Perfil

Mundo

Tribunal queniano considera legais testes anais a suspeitos de homossexualidade

Um tribunal do Quénia rejeitou uma tentativa de tornar ilegais testes anais em pessoas suspeitas de serem homossexuais, uma prática que tem sido criticada por ativistas.

© Oswaldo Rivas / Reuters

O caso tornou-se público quando dois homens desafiaram a polícia a usar exames retais depois de terem sido submetidos ao procedimento quando foram investigados por homossexualidade, que é ilegal no Quénia.

Ser homossexual pode levar a uma sentença de prisão até 14 anos neste país africano, apesar das acusações serem raras.

"Não houve outra forma de provar que eles são homossexuais sem fazer análises anais", disse o juiz Anyara Emukule que está à frente do Tribunal Supremo na cidade de Mombasa.

É esperado que os homens recorram da decisão.

Eric Gitari, chefe da Comissão Nacional de Direitos Humanos dos Homossexuais e Lésbicas no Quénia, considera os testes humilhantes.

A proibição da homossexualidade "inundou a sociedade queniana com preconceito, ódio e vergonha", escreveu no jornal Newsweek depois da decisão.

A homofobia está a crescer em África. Adotar uma posição anti homossexual e, ao mesmo tempo, adotar valores evangélico-cristãos é um voto de confiança em muitos países do continente africano.

Os ativistas dos direitos homossexuais avisaram que a intolerância no Quénia está a crescer, incluindo ataques a homossexuais e alegados casos de raptos de lésbicas para serem curadas.

A Human Rights Watch escreveu num relatório recente que a descriminação contra homossexuais no Quénia "mantem-se um grande problema" e que "a resposta (das autoridades) a ataques e outras formas de violência anti homossexual tem sido limitada".

Lusa

  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • FC Porto acusa Benfica de recorrer a serviços de "bruxaria"
    2:34

    Desporto

    Francisco J. Marques acusou o Benfica de recorrer a "bruxaria". O diretor de comunicação do FC Porto revelou uma troca de e-mails entre Luís Filipe Vieira e Armando Nhaga, suposto comissário nacional da polícia da Guiné-Bissau com a celebração de um contrato de prestação de serviços.

  • Francisco J. Marques promete continuar a revelar e-mails
    2:11

    Desporto

    Francisco J. Marques diz que a Polícia Judiciária sabe como o Futebol Clube do Porto teve acesso aos e-mails e desafia o Benfica a revelar os originais. O diretor de comunicação do clube portista revelou ainda que irá continuar a divulgar e-mails, já que isso não é incompatível com o segredo de Justiça.

  • Confirmada prisão dos portugueses que gravaram nome no portão de Auschwitz

    Mundo

    Dois adolescentes católicos portugueses foram condenados a um ano de prisão com pena suspensa, por terem gravado os nomes na porta da entrada principal de Auschwitz-Birkenau. O tribunal de primeira instância de Oswiecim já tinha condenado os jovens e o tribunal de Cracóvia confirmou esta quarta-feira a pena aplicada.

  • Temer pode cair menos de um ano depois da queda de Dilma
    3:06
  • Imagens do resgate de crianças feridas num bombardeamento na Síria
    2:00

    Mundo

    Os Estados Unidos acusam o regime sírio de estar a preparar um novo ataque químico e avisam Bashar al-Assad que vai pagar caro se o concretizar. No terreno, os ataques aéreos continuam a fazer vítimas civis. Da periferia de Damasco chegam imagens dramáticas do resgate de duas crianças feridas num bombardeamento.

  • Quem é a mulher que diz ser filha de Salvador Dalí

    Cultura

    Maria Pilar Abel Martínez nasceu em 1956 e será o alegado fruto de um caso entre a sua mãe e Salvador Dalí. Um tribunal de Madrid ordenou a exumação do cadáver do pintor e a obtenção de amostras, de modo a determinar se a mulher espanhola é mesmo filha de Dalí.

  • Mulher atira moedas para o motor do avião por superstição

    Mundo

    As superstições levam as pessoas a fazer coisas bizarras e até, mesmo, perigosas. Este foi o caso de uma mulher chinesa que decidiu atirar moedas para o motor de um avião, para garantir boa sorte na viagem, que estava prestes a fazer. Contudo, a ação obrigou ao atraso do voo que partia de Xangai, numa companhia aérea chinesa.

  • Modelo italiana atacada com ácido volta ao trabalho

    Mundo

    Gessica Notaro, antiga concorrente do concurso Miss Itália, já regressou ao trabalho como treinadora de leões marinhos, cinco meses depois de ter sido atacada com ácido, alegadamento pelo ex-namorado, Jorge Edson Tavares. Gessica Notaro diz que quer inspirar e encorajar outras mulheres a lutar contra o assédio e o bullying nas relações.