sicnot

Perfil

Mundo

Marido da deputada assassinada pede luta "contra o ódio que a matou"

O marido da deputada britânica Jo Cox, assassinada ontem, deixou um texto em que lembra uma mulher "sem remorsos", e onde pede que as pessoas "lutem contra o ódio que a matou". Brendon Cox expressou a dor, relembrando a mulher que "viveu todos os dias ao máximo".

Brendan e Jon Cox, juntamente com os dois filhos

Brendan e Jon Cox, juntamente com os dois filhos

Cox diz que "hoje será o começo de um novo capítulo" para ele e para os dois filhos, de 3 e 5 anos.

Descreve este novo capítulo como "mais difícil, mais dolorosa, menos alegre, menos cheio de amor", mas garante lutar juntamente com os amigos de Jo lutar contra o ódio que a matou.

"Jo acreditava num mundo melhor e lutou por ele todos os dias, com uma energia e uma vontade de viver que cansaria a maior parte das pessoas", acrescenta no texto.

"Mais do que tudo, ela ia querer que duas coisas acontecessem agora. Primeiro, que as nossas crianças fossem banhadas de amor e, segundo, que todos nós nos uníssemos para lutar contra o ódio que a matou", escreveu o marido, que garante que a mulher morreu sem quaisquer remorsos, uma vez que "viveu todos os dias ao máximo".

Jo Cox morreu com 44 anos, deixando para trás dois filhos e o marido, com quem vivia num barco ancorado no rio Tamisa.

  • Jo Cox vivia com o marido e os filhos num barco no rio Tamisa
    2:57

    Brexit

    O Reino Unido continua em choque com a morte da deputada Jo Cox. A campanha ao referendo de dia 23 está suspensa até segunda-feira. No local onde Jo Cox foi assassinada, David Cameron apelou à tolerância e à união. A deputada ficou conhecida pelas posições pró-Europa e pela preocupação pelos migrantes. Jo Cox vivia com o marido e os dois filhos, num barco ancorado no Rio Tamisa.

  • A literatura extremista do assassino de Jo Cox

    Mundo

    As autoridades britânicas encontraram objetos nazis e literatura de extrema-direita - que incluem instruções para fazer uma pistola do zero - em casa de Thomas Mair, o suspeito de ter assassinado Jo Cox, a deputada britânica.

  • Reino Unido em choque com homicídio de Jo Cox
    3:12

    Brexit

    O Reino Unido está em choque com o homicídio da deputada do partido trabalhista, considerada o rosto de uma nova geração de políticos. A tragédia de Jo Cox pode ter grande impacto no referendo sobre a saída da Grã-Bretanha na União Europeia.

  • Primeiro-ministro hoje na cidade da Praia 

    País

    O primeiro-ministro, António Costa, está hoje em Cabo Verde para a a IV cimeira bilateral entre Portugal e aquele país africano, aproveitando a passagem pela cidade da Praia para inaugurar a escola portuguesa.

  • Deputados britânicos debatem hoje petição que desvaloriza visita de Donald Trump

    Mundo

    Os deputados britânicos debatem hoje uma petição que reclama que a futura visita de Estado do Presidente norte-americano, Donald Trump, seja reduzida a uma visita oficial, enquanto dezenas de milhares de pessoas se manifestam sobre o mesmo assunto. Dezenas de milhares de pessoas são esperadas hoje nas ruas de várias cidades do Reino Unido, em protestos organizados para coincidir com a discussão no parlamento (na Câmara dos Comuns) de uma petição 'online' que já tem quase dois milhões de subscritores.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Matteo Renzi demite-se da liderança do Partido Democrático

    Mundo

    O antigo primeiro-ministro italiano Matteo Renzi demitiu-se hoje da liderança do Partido Democrata (PD), uma decisão que faz parte de uma estratégia para retomar o controlo da formação de centro-esquerda, onde uma minoria mais à esquerda ameaça cindir-se.