sicnot

Perfil

Mundo

Calças de Hitler vendidas por 62 mil euros num leilão na Alemanha

Entre os itens nazis vendidos por milhares de euros num leilão na Alemanha, estão umas calças de couro de Adolf Hitler e um recipiente de bronze para o cianeto, usado por um superior para cometer suicídio.

(AP/ Arquivo)

(AP/ Arquivo)

AP

Os media alemães avançaram que um argentino gastou mais de 600 mil euros no leilão, em Munique.

Com esse dinheiro, o homem comprou as calças de Hitler, assim como um casaco militar, um relógio que pertenciam a Germann Goering - o comandante da Força Aérea Nazi -, entre outras coisas.

De acordo com o jornal diário Bild, as calças foram compradas por 62 mil euros, o casaco por 275 mil euros, o relógio por 42 mil euros, gastando outros milhares de euros em objetos de Goering.

O leilão tinha ainda o recipiente de bronze para cianeto - usado por Goering para cometer suicido no julgamento de Nuremberga em 1946 -, que foi arrematado por 26 mil euros; e os raios-x de Hitler, depois de uma tentativa de assassínio em julho de 1944.

O jornal Bild avançou hoje que os 169 itens, vendidos no leilão, pertenciam ao oficial médico John K. Lattimer, que morreu em 2007.

O argentino - que gastou mais de 600 mil euros no leilão - disse ao Bild que comprou os objetos para expor num museu.

  • Resgate de mais de 300 migrantes no Mediterrâneo
    2:08
  • 10 Minutos com Eurico Reis
    11:20

    10 Minutos

    Há quatro meses que Portugal é um dos poucos países europeus onde é possível recorrer à gestação de substituição. E há já um casal que teve luz verde para começar os tratamentos. Para um balanço, foi nosso convidado Eurico Reis, juiz desembargador e presidente do Conselho Nacional de Procriação Medicamente Assistida, a entidade que autoriza os processos de gestação de substituição.

    Entrevista completa

  • Parlamento discute utilização de animais no circo
    2:01