sicnot

Perfil

Mundo

Cinto de explosivos falso tinha sal e biscoitos, revela Ministério Público de Bruxelas

O Ministério Público de Bruxelas revelou hoje que o cinto de explosivos falso que motivou um alarme de ameaça de bomba esta manhã no centro da cidade continha sal e biscoitos e foi usado por um homem já conhecido pelas autoridades.

reuters

Em comunicado, a mesma fonte indicou que o detido, identificado como "JB", nascido em 1990, era conhecido da polícia e terá problemas psiquiátricos, estando ainda a ser determinado se a ação tem ligações a atos terroristas.

A polícia da zona de Bruxelas capital-Ixelles afirmou ter recebido uma chamada pelas 05:30 locais (04:30 de Lisboa) de alguém que afirmava ter sido sequestrado e colocada na Rua Neuve com um cinto de explosivos, que seria rebentado remotamente por uma outra pessoa.

A polícia deslocou-se para o local, identificou o autor do telefonema como JB e detetou um objeto que podia ser comparado a um cinto de explosivos.

No local foi montado um perímetro de segurança, retirado o cinto do homem e, num primeiro exame, revelado que se tratava de um objeto com sal e biscoitos, tendo sido afastada a possibilidade de explosão.

Com as informações dadas por JB, um automóvel foi identificado na comuna de Schaerbeek, devendo o seu proprietário ser ouvido.

Segundo um comunicado do ministério, JB contactou recentemente a polícia para informar a sua intenção de se juntar aos extremistas do grupo Estado Islâmico na Síria. Depois de várias investigações, essa declaração não foi confirmada, nem negada.

"JB está atualmente a ser investigado para determinar se está ligado, ou não, a atos de terrorismo, ou se se tratou de uma falsa ameaça de ataque".

O primeiro-ministro belga tinha já afirmado que "a situação está sob controlo" em Bruxelas, após uma reunião do conselho nacional de segurança.

O burgomestre de Bruxelas, Yvan Mayeur, comentou não haver qualquer ameaça particular sobre as lojas do centro da capital, garantindo que o perímetro será totalmente levantado quando terminar a intervenção policial e que não há qualquer ordem para encerrar o comércio.

Reivindicados pelo autoproclamado Estado Islâmico, os ataques no aeroporto e numa estação de metropolitano de Bruxelas a 22 de março causaram 32 mortos e mais de 300 feridos.

  • Primeiro-ministro belga garante que situação está controlada
    0:21

    Mundo

    O primeiro-ministro belga convocou esta manhã o Conselho Nacional de Segurança, na sequência de um alerta de bomba e da detenção de um homem junto a um centro comercial, depois de ter ligado à polícia a dizer que tinha um cinto de explosivos. À saída do encontro, o responsável belga garantiu que a situação está controlada.

  • Homem detido numa operação antiterrorismo em Bruxelas

    Mundo

    A polícia belga deteve hoje um homem, que poderia ter explosivos consigo, junto a um centro comercial no centro de Bruxelas. O centro comercial City2 chegou a ser evacuado, mas não foram encontrados explosivos no suspeito. O primeiro-ministro já afirmou que "a situação está sob controlo".

  • O insólito cartão amarelo mostrado a Felipe

    Desporto

    Aos 53 minutos do jogo desta quarta-feira entre o Sporting e o FC Porto, a contar para a Taça de Portugal, Jorge Sousa apercebe-se que Felipe enganou-se na camisola que vestiu ao intervalo. O defesa central reentrou com a camisola de Soares. O árbitro mostrou o cartão amarelo e mandou o jogador para o banco trocar de camisola.

  • Dez feridos ligeiros em naufrágio de embarcação em Cascais

    País

    Uma embarcação de recreio com 10 pessoas a bordo naufragou ao largo da Parede, na linha de Cascais. Todos os tripulantes foram resgatados pelas autoridades marítimas e bombeiros e apresentam escoriações ligeiras e sinais de hipotermia. O barco foi entretanto retirado da água e a marginal continua cortada ao trânsito.

  • PS apresenta Lei de Bases da Habitação para abrir debate sobre habitação acessível
    1:19

    Economia

    O PS quer avançar com uma Lei de Bases da Habitação. A proposta apresentada esta quinta-feira propõe a requisição de casas devolutas para habitação e apoios concretos para o arrendamento a preços acessíveis. O líder parlamentar do PS, Carlos César, diz que é tempo de abrir um debate sobre a habitação que acredita que pode resultar numa Lei ainda na atual legislatura.

  • A morte anunciada da ETA

    Mundo

    A organização separatista basca ETA vai anunciar a sua dissolução em 05 de maio, durante uma cerimónia marcada para Bayona, no País Basco francês, disseram à agência Efe fontes conhecedoras do processo.