sicnot

Perfil

Mundo

Cinto de explosivos falso tinha sal e biscoitos, revela Ministério Público de Bruxelas

O Ministério Público de Bruxelas revelou hoje que o cinto de explosivos falso que motivou um alarme de ameaça de bomba esta manhã no centro da cidade continha sal e biscoitos e foi usado por um homem já conhecido pelas autoridades.

reuters

Em comunicado, a mesma fonte indicou que o detido, identificado como "JB", nascido em 1990, era conhecido da polícia e terá problemas psiquiátricos, estando ainda a ser determinado se a ação tem ligações a atos terroristas.

A polícia da zona de Bruxelas capital-Ixelles afirmou ter recebido uma chamada pelas 05:30 locais (04:30 de Lisboa) de alguém que afirmava ter sido sequestrado e colocada na Rua Neuve com um cinto de explosivos, que seria rebentado remotamente por uma outra pessoa.

A polícia deslocou-se para o local, identificou o autor do telefonema como JB e detetou um objeto que podia ser comparado a um cinto de explosivos.

No local foi montado um perímetro de segurança, retirado o cinto do homem e, num primeiro exame, revelado que se tratava de um objeto com sal e biscoitos, tendo sido afastada a possibilidade de explosão.

Com as informações dadas por JB, um automóvel foi identificado na comuna de Schaerbeek, devendo o seu proprietário ser ouvido.

Segundo um comunicado do ministério, JB contactou recentemente a polícia para informar a sua intenção de se juntar aos extremistas do grupo Estado Islâmico na Síria. Depois de várias investigações, essa declaração não foi confirmada, nem negada.

"JB está atualmente a ser investigado para determinar se está ligado, ou não, a atos de terrorismo, ou se se tratou de uma falsa ameaça de ataque".

O primeiro-ministro belga tinha já afirmado que "a situação está sob controlo" em Bruxelas, após uma reunião do conselho nacional de segurança.

O burgomestre de Bruxelas, Yvan Mayeur, comentou não haver qualquer ameaça particular sobre as lojas do centro da capital, garantindo que o perímetro será totalmente levantado quando terminar a intervenção policial e que não há qualquer ordem para encerrar o comércio.

Reivindicados pelo autoproclamado Estado Islâmico, os ataques no aeroporto e numa estação de metropolitano de Bruxelas a 22 de março causaram 32 mortos e mais de 300 feridos.

  • Primeiro-ministro belga garante que situação está controlada
    0:21

    Mundo

    O primeiro-ministro belga convocou esta manhã o Conselho Nacional de Segurança, na sequência de um alerta de bomba e da detenção de um homem junto a um centro comercial, depois de ter ligado à polícia a dizer que tinha um cinto de explosivos. À saída do encontro, o responsável belga garantiu que a situação está controlada.

  • Homem detido numa operação antiterrorismo em Bruxelas

    Mundo

    A polícia belga deteve hoje um homem, que poderia ter explosivos consigo, junto a um centro comercial no centro de Bruxelas. O centro comercial City2 chegou a ser evacuado, mas não foram encontrados explosivos no suspeito. O primeiro-ministro já afirmou que "a situação está sob controlo".

  • Dois em cada três idosos em Portugal são sedentários

    País

    É a camada da população mais inativa e com comportamentos que revelam um estilo de vida menos saudável, segundo um estudo divulgado hoje, que analisou os dados de mais de 10.600 portugueses representativos da população, entre os quais mais de 2.300 pessoas com mais de 65 anos.

  • "Michel Temer nunca teve vergonha, não tem cara de pessoa de bem"
    3:04

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou no habitual espaço de comentário do Jornal da Noite  da SIC, o escândalo com o Presidente do Brasil, Michael Temer. O comentador diz que já era previsível que Temer fosse apanhado com "o pé na poça" e afirma que o Presidente brasileiro nunca teve qualquer tipo de vergonha. Miguel Sousa Tavares fez ainda referência ao facto de Dilma Rousseff ser, entre todos os políticos brasileiros, a única que não tem processos contra ela.

    Miguel Sousa Tavares

  • O que muda com a saída do Procedimento por Défice Excessivo?
    2:10
  • Julgamento do caso BPN deverá terminar quarta-feira
    4:38

    Economia

    O acórdão do processo principal do BPN vai ser tornado público esta quarta-feira, depois de quase sete anos de audições. O rosto principal é o de José Oliveira Costa mas há outros 14 arguidos sentados no banco dos réus.

  • Marcelo opta pelo silêncio sobre a eutanásia
    1:09

    Eutanásia

    Marcelo Rebelo de Sousa diz que só tomará uma posição sobre a eutanásia quando o diploma chegar a Belém. O chefe de Estado garante que vai ficar em silêncio, para não condicionar o debate e também "para ficar de mãos livres para decidir".