sicnot

Perfil

Mundo

Governo de Seul diz que Coreia do Norte prepara míssil de médio alcance

A Coreia do Norte colocou um míssil de médio alcance na sua costa oriental, sem que haja indícios de um lançamento iminente, informou hoje fonte do Governo da Coreia do Sul.

© KCNA KCNA / Reuters

Seul detetou "sinais de que o Norte preparou o que parece ser um míssil Musudan", apesar de ter descartado a possibilidade de o projétil estar pronto para ser lançado nas próximas horas, precisou a agência Yonhap.

O Ministério da Defesa sul-coreano não confirmou oficialmente esta informação, apesar de estar a "vigiar de perto os movimentos da Coreia do Norte no que toca aos mísseis balísticos", indicou à agência de notícias Efe um porta-voz.

Também o Japão alertou hoje para a possibilidade de lançamento de um míssil pelo regime norte-coreano. O Governo nipónico pôs as suas forças armadas em alerta, ordenando que destruam qualquer projétil que se dirija ao Japão.

Lusa

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marcelo diz que é hora de valorizar o poder local
    0:40

    País

    O Presidente da República diz que este é o momento para valorizar o poder local. Sobre a descida da Taxa Social Única, Marcelo Rebelo de Sousa recusou comentar e negou que haja crispação politica entre Governo e oposição.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.