sicnot

Perfil

Mundo

EUA mantêm compromisso de receber 10 mil refugiados sírios até outubro

Os Estados Unidos mantêm o compromisso de receber 10 mil refugiados sírios até 01 de outubro deste ano apesar dos bloqueios administrativos e políticos, assegurou hoje o secretário da Segurança Interna norte-americano Jeh Johnson.

(Arquivo)

(Arquivo)

Reuters

Os Estados Unidos "acabaram de atingir a fasquia dos 5.000" refugiados sírios e 5.000 a 6.000 outros pedidos [de asilo] obtiveram "a aprovação provisória", referiu o representante diante de uma comissão no Senado (câmara alta do Congresso norte-americano).

"Sendo assim, acho que vamos passar a fasquia dos 10.000" refugiados sírios, prosseguiu o secretário da Segurança Interna.

Perante a crise humanitária provocada pela guerra civil na Síria, o Presidente norte-americano, Barack Obama, defendeu um maior acolhimento de refugiados sírios durante o ano fiscal de 2016, que termina a 30 de setembro.

Mas os obstáculos administrativos, as dúvidas sobre os critérios de acolhimento e as iniciativas políticas no Congresso visando a redução da imigração têm atrasado todo o processo.

Os Estados Unidos também estão a ter em conta "critérios de segurança", acrescentou Jeh Johnson.

Após os ataques terroristas em Paris em novembro de 2015, vários congressistas, bem como o potencial candidato presidencial republicano Donald Trump, advertiram para o risco de elementos do grupo extremista Estado Islâmico (EI) estarem infiltrados entre os refugiados.

O diretor da CIA (agência de serviços secretos norte-americana) John Brennan admitiu recentemente que o EI poderia tentar entrar em países ocidentais através "das vagas de refugiados, clandestinos ou de métodos legais de viagem".

Em reação, Donald Trump pediu a suspensão do processo de acolhimento de refugiados oriundos do Médio Oriente.

"O nosso país já tem agora problemas suficientes mesmo sem deixar entrar os sírios", declarou Trump no início deste mês.

"Eles podem ser do EI. Eles podem ser qualquer pessoa. Mas vamos parar com isso imediatamente", reforçou o potencial candidato republicano nas eleições presidenciais nos Estados Unidos, agendadas para 08 de novembro deste ano.

Já a sua rival mais direta nas presidenciais, a democrata Hillary Clinton, sugeriu que os Estados Unidos recebam até 65.000 refugiados sírios.

Lusa

  • O mais sério aviso de Marcelo Rebelo de Sousa ao Governo
    3:15
  • O encontro emocionado de Marcelo com a mãe de uma das vítimas dos fogos
    0:30
  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Se os bombeiros não chegam, os vizinhos vão ficar sem casa"
    1:03
  • O sorriso de Jorge Jesus quando soube que o símbolo da Juventus mudou
    1:21

    Desporto

    A Juventus surpreendeu grande parte do mundo do futebol quando alterou completamente o emblema. Agora, o símbolo faz lembrar as iniciais do nome do treinador do Sporting. Jorge Jesus não sabia, mas ficou esta terça-feira a saber e parece ter gostado. O técnico de Alvalade regressa quarta-feira ao estádio da equipa italiana, que conhece muito bem.