sicnot

Perfil

Mundo

Vários feridos e detidos em confrontos na Bolívia

Violentos confrontos eclodiram, na quarta-feira, entre polícias e funcionários de fábricas na Bolívia durante as manifestações contra as leis do Presidente Evo Morales, resultando em vários feridos e detidos, segundo fontes governamentais e sindicais.

"Quatro polícias ficaram feridos", após terem sido atacados com pedras, disse, em conferência de imprensa, o ministro do Interior, Carlos Romero.

A polícia utilizou gás lacrimogéneo para desimpedir uma artéria de Cochabamba, cidade situada a 400 quilómetros a leste da capital, La Paz, que estava bloqueada desde a manhã de quarta-feira pelos operários.

A dirigente sindical Angel Camacho garantiu, por seu turno, em declarações aos jornalistas, que mais de 60 pessoas foram detidas e que "várias" foram feridas pela polícia.

Inúmeras marchas foram organizadas na quarta-feira em seis de nove regiões da Bolívia, e as ruas foram bloqueadas no arranque dos três dias de protestos convocados pela Central operária boliviana (Cob), a maior do país, que era até aqui aliada do Presidente Evo Morales.

A Cob exige a anulação de um decreto que ordena o fecho de uma fábrica têxtil do Estado, bem como alteração a outras regras sobre o funcionamento das empresas públicas, pensões e os direitos dos trabalhadores.

Lusa

  • Costa de Metro de Odivelas para Lisboa para relembrar corrida entre burro e Ferrari
    2:55

    Autárquicas 2017

    António Costa começou hoje o dia de campanha em Odivelas, para uma viagem de Metro até Lisboa, em que recordou a célebre corrida entre um burro e um Ferrari que protagonizou em 1993 quando foi canditado do PS à Câmara de Loures. Foi nesta cidade, onde ontem à noite, que desferiu um violento ataque a Pedro Passos Coelho, acusando-o de transformar o PSD num partido que não é digno de um Estado democrático.

  • O aeroporto de Beja, um "elefante branco" na planície alentejana
    4:33
  • Paciente há 15 anos em estado vegetativo consegue seguir objetos e mexer a cabeça

    Mundo

    Um homem de 35 anos, que ficou em estado vegetativo após um acidente de viação há 15 anos, deu sinais de consciência depois de lhe ter sido aplicada uma nova técnica de estimulação nervosa. Cirurgiões implantaram no paciente um pequeno aparelho que estimula o nervo vago, responsável pela ligação nervosa entre o cérebro e o resto do corpo. A intervenção aconteceu em França e a descoberta foi publicada na revista científica Current Biology.