sicnot

Perfil

Mundo

Morreu Michel Rocard, fervoroso defensor da União Europeia

O antigo primeiro-ministro socialista francês da Presidência de François Miterrand, Michel Rocard, morreu hoje aos 85 anos.

© Charles Platiau / Reuters

Michel Rocard foi primeiro-ministro de Miterrand entre 1988 e 1991, após a reeleição do Presidente socialista para um segundo mandato.

Rocard assinou os Acordos de Matignon, que puseram um fim aos problemas com a Nova Caledónia, aceitando a auto-determinação deste território francês no Pacífico.

Michel Rocard nasceu em 1930 em Courbevoie (subúrbio a oeste de Paris) e tornou-se militante socialista aos 19 anos, primeiro no Partido Socialista Unificado (PSU) e depois, a partir de 1974, no Partido Socialista.

Em maio de 1988 tornou-se no primeiro-ministro de Miterrand, com quem manteve grandes divergências pela sua visão mais de esquerda.

Rocard chefiou o partido durante uns meses, entre 1993 e 1994, ano em que rumou a Bruxelas como eurodeputado no Parlamento Europeu, uma função que exerceu até 2009.

Europeísta ferrenho, na sua última entrevista, há apenas duas semanas, defendia no semanário Le Point o Brexit, já que entendia que assim a União Europeia se livrava do entrave para a sua integração, protagonizado pelo Reino Unido.

O Presidente francês, François Hollande, já prestou homenagem ao ex-primeiro-ministro que disse ser uma "grande figura da República e da esquerda".

Manuel Valls, o primeiro-ministro francês, também elogiou a figura do histórico dirigente socialista, afirmando que lhe deve o seu envolvimento na política.

"Entrei para a política por e para Michel Rocard. Porque ele disse em 1978 que o fracasso da esquerda não era o destino. Porque disse antes de outros que a mudança passa pela reforma e não pela rotura", disse o primeiro-ministro em comunicado.

  • "A nossa lei tem demasiados buracos"
    0:44

    País

    Rui Cardoso acusa a classe política de não querer resolver os problemas da corrupção em Portugal. Entrevistado na Edição da Noite da SIC Notícias o magistrado do Ministério Público considera que ainda há um longo caminho a percorrer no combate à corrupção.

  • Beyoncé e a irmã caem e o vídeo torna-se viral

    Cultura

    Beyoncé voltou este fim de semana a subir ao palco do Coachella, depois de ter atuado na primeira semana do festival que decorreu no deserto da Califórnia, nos EUA. A cantora norte-americana voltou a brilhar, mas foi o momento em que caiu no palco com a irmã, Solange, que acabou por se tornar viral.

    SIC

  • Cientistas querem sequenciar genomas de 15 milhões de espécies

    Mundo

    Um consórcio internacional de cientistas, que por enquanto não inclui portugueses, propõe-se sequenciar, catalogar e analisar os genomas (conjuntos de informação genética) de 15 milhões de espécies, uma tarefa que levará dez anos a fazer, foi divulgado esta segunda-feira.