sicnot

Perfil

Mundo

NATO e Rússia reúnem-se a 13 de julho em Bruxelas

A NATO e a Rússia vão reunir-se a 13 de julho em Bruxelas, quatro dias depois da cimeira que deverá aprovar o reforço da defesa coletiva face à Rússia, anunciou hoje o secretário-geral da organização.

© Reuters Photographer / Reuter

"Decidimos, com a Rússia, fazer uma reunião do Conselho NATO-Rússia a 13 de julho na sede da NATO, em Bruxelas, pouco depois da Cimeira de Varsóvia" de sexta-feira e sábado, anunciou Jens Stoltenberg num comunicado.

O Conselho NATO-Rússia é constituído pelos embaixadores dos 28 países membros da Aliança Atlântica e da Rússia e reunia-se regularmente até à crise no leste da Ucrânia, que provocou uma forte degradação das relações entre a Aliança Atlântica e Moscovo.

Em abril deste ano, o Conselho NATO-Rússia reuniu-se pela primeira vez desde março de 2014, mas as conversações terminaram com "divergências profundas" sobre a Ucrânia e outras questões.

A Alemanha liderou os apelos para que uma nova reunião se realizasse antes da Cimeira de Varsóvia, mas fontes diplomáticas da NATO citadas pela AFP afirmaram que a Rússia se mostrou reticente, preferindo aparentemente avaliar o resultado da cimeira antes de novas conversações.

Stoltenberg afirmou no comunicado de hoje que o Conselho NATO-Rússia "tem um papel importante enquanto fórum de diálogo e de troca de informações, para reduzir tensões e aumentar a previsibilidade".

"As nossas discussões vão centrar-se na crise dentro e à volta da Ucrânia e na necessidade de aplicar plenamente os acordos de Minsk" para um cessar-fogo no leste ucraniano.

A NATO suspendeu a cooperação com a Rússia após a anexação por Moscovo da península ucraniana da Crimeia, em março de 2014, mas manteve canais de comunicação abertos.

Na Cimeira de Varsóvia, os países membros da NATO vão aprovar o maior reforço militar da Aliança desde o fim da Guerra Fria, motivado em grande parte pela intervenção da Rússia na Ucrânia.

Lusa

  • "A vitória de Bruno de Carvalho pode ser uma vitória de Pirro"
    1:01
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    As eleições para a presidência do Sporting realizam-se no próximo sábado e os comentadores d'O Dia Seguinte avaliaram já as hipóteses de vitória dos candidatos. Rui Gomes da Silva considera que a gravação que implicava José Maria Ricciardi não vai influenciar a decisão de voto. Já Paulo Farinha Alves acredita que Bruno de Carvalho vai vencer a eleição. Contudo José Guilherme Aguiar avisa as eleições podem não trazer estabilidade ao Sporting.

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • SIC revela relatório que provava falência do GES
    2:06
  • Sócrates acusa Cavaco de conspiração
    0:57
  • Bastidores do sambódromo: um espétaculo à parte
    3:22
  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22
  • Como a maioria de Esquerda gere as votações
    2:15

    País

    A gestão entre os partidos é feita diariamente mas nem sempre PCP e Bloco de Esquerda têm votado ao lado do Governo. A SIC ouviu um politólogo, que diz que o objetivo é cada um salientar as diferenças que os separam do PS. No entanto, também há exemplos que provam que nenhum dos partidos quer pôr em causa a estabilidade política.