sicnot

Perfil

Mundo

NATO e Rússia reúnem-se a 13 de julho em Bruxelas

A NATO e a Rússia vão reunir-se a 13 de julho em Bruxelas, quatro dias depois da cimeira que deverá aprovar o reforço da defesa coletiva face à Rússia, anunciou hoje o secretário-geral da organização.

© Reuters Photographer / Reuter

"Decidimos, com a Rússia, fazer uma reunião do Conselho NATO-Rússia a 13 de julho na sede da NATO, em Bruxelas, pouco depois da Cimeira de Varsóvia" de sexta-feira e sábado, anunciou Jens Stoltenberg num comunicado.

O Conselho NATO-Rússia é constituído pelos embaixadores dos 28 países membros da Aliança Atlântica e da Rússia e reunia-se regularmente até à crise no leste da Ucrânia, que provocou uma forte degradação das relações entre a Aliança Atlântica e Moscovo.

Em abril deste ano, o Conselho NATO-Rússia reuniu-se pela primeira vez desde março de 2014, mas as conversações terminaram com "divergências profundas" sobre a Ucrânia e outras questões.

A Alemanha liderou os apelos para que uma nova reunião se realizasse antes da Cimeira de Varsóvia, mas fontes diplomáticas da NATO citadas pela AFP afirmaram que a Rússia se mostrou reticente, preferindo aparentemente avaliar o resultado da cimeira antes de novas conversações.

Stoltenberg afirmou no comunicado de hoje que o Conselho NATO-Rússia "tem um papel importante enquanto fórum de diálogo e de troca de informações, para reduzir tensões e aumentar a previsibilidade".

"As nossas discussões vão centrar-se na crise dentro e à volta da Ucrânia e na necessidade de aplicar plenamente os acordos de Minsk" para um cessar-fogo no leste ucraniano.

A NATO suspendeu a cooperação com a Rússia após a anexação por Moscovo da península ucraniana da Crimeia, em março de 2014, mas manteve canais de comunicação abertos.

Na Cimeira de Varsóvia, os países membros da NATO vão aprovar o maior reforço militar da Aliança desde o fim da Guerra Fria, motivado em grande parte pela intervenção da Rússia na Ucrânia.

Lusa

  • Oceanário de Lisboa dá formação sobre impacto da acumulação de plásticos nos oceanos
    2:37
  • Trump e Netanyahu discutiram "ameaças que o Irão coloca"

    Mundo

    O novo Presidente norte-americano, Donald Trump, e o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, debateram "as ameaças que o Irão coloca" e concordaram que a paz israelo-palestiniana só pode ser "negociada diretamente", anunciou este domingo a Casa Branca.