sicnot

Perfil

Mundo

Nova Gales do Sul é o primeiro Estado australiano a proibir corridas de galgos

O Estado australiano de Nova Gales do Sul vai proibir em 2017 as corridas de galgos, considerados os cães de raça mais rápidos do mundo, devido aos "maus tratos generalizados e sistemáticos aos animais", anunciou hoje o Governo estatal.

© Fabian Bimmer / Reuters (Arquivo)

Localizada no sudeste da Austrália, a Nova Gales do Sul, com cerca de 6.800 galgos de competição registados, torna-se na primeira região do país a proibir a atividade a partir de 1 de julho do próximo ano, depois de uma investigação oficial ter concluído que até 68.000 cães foram mortos nos últimos doze anos na Austrália, por serem lentos ou inaptos para as corridas.

Os galgos são principalmente utilizados para corridas e apostas, devido ao seu porte, considerado atlético e aerodinâmico.

A cadeia de televisão ABC concluiu, depois de um trabalho, que entre 10 a 12 porcento dos instrutores de cães do país são cúmplices de maus-tratos aos animais, ao mesmo tempo que o organismo Greyhound Racing, responsável pela organização das corridas, apresenta números falsos de mortes ou lesões de cães, mais baixos do que na realidade.

Lusa

  • Papa aprova canonização dos pastorinhos

    País

    O Papa Francisco promulgou esta manhã o decreto que reconhece o milagre atribuído aos beatos Francisco e Jacinta, conhecidos como os pastorinhos de Fátima, o que permite a canonização, anunciou a sala de imprensa da Santa Sé.

  • As vantagens de comprar online
    8:03
  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Filho de Trump critica mayor de Londres por palavras de 2016

    Ataque em Londres

    Donald Trump Júnior criticou o presidente da Câmara de Londres logo a seguir ao ataque de quarta-feira que fez três mortos e mais de 40 feridos. O filho de Presidente publicou no Twitter uma reação a uma declaração de Sadiq Khan de setembro de 2016. Para o Presidente dos EUA, o ataque em Londres é "uma grande notícia".

  • Marcelo reuniu-se com líderes europeus para falar do futuro da UE
    2:31

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa esteve esta quarta-feira em Bruxelas e participou numa homenagem às vítimas do atentado em Bruxelas, onde colocou uma coroa de flores junto ao monumento.O Presidente da República esteve também reunido com os líderes das principais instituições europeias para falar sobre o futuro da UE.