sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 25 mortos e 120 feridos em bombardeamentos em Alepo

Pelo menos 25 civis morreram e 120 ficaram feridos hoje durante bombardeamentos rebeldes em Alepo nas zonas controladas pelo regime, indicou o Observatório dos Direitos Humanos Sírio.

© Abdalrhman Ismail / Reuters

"Pelo menos 25 civis, entre os quais quatro crianças, foram mortos e 120 foram feridos por tiros de roquete disparados por rebeldes nas zonas controladas pelo regime em Alepo", disse o diretor do Observatório dos Direitos Humanos sírio, Rami Abdel Rahmane.

O ataque ocorreu horas antes do fim da trégua de 72 horas decretada por Damasco e que acaba às 24:00 de hoje (22:00 em Lisboa).

A agência noticiosa oficial Sana refere 20 mortos e 140 feridos "provocados por tiros de roquetes de grupos terroristas que violaram a trégua".

Dividida entre setores pró-regime (oeste) e setores rebeldes (este), a cidade de Alepo é um dos principais centros do conflito na Síria.

Segundo um correspondente da agência noticiosa AFP, a zona rebelde de Apelo também foi hoje bombardeada pelas forças do regime.

"Três civis foram mortos durante um bombardeamento aéreo" na zona rebelde", referiu o Observatório dos Direitos Humanos sírio.

Lusa

  • Médicos e ministro da Saúde voltam hoje às negociações

    País

    O Ministério da Saúde deverá apresentar uma proposta que poderá ser decisiva para a convocação ou não de uma nova greve. O Sindicato Independente dos Médicos e a Federação Nacional de Médicos tinham anunciado, no dia 11 de agosto, que vão realizar uma greve de dois dias na primeira semana de outubro, se a nova proposta negocial não levar em conta o que reivindicam.

  • PJ de Portimão deteve italiano foragido
    0:55

    País

    A Polícia Judiciária de Portimão deteve em Lagos um homem italiano que aguardava extradição. O antigo piloto de automóveis esteve foragido durante quase um ano, depois de ter cortado a pulseira eletrónica.