sicnot

Perfil

Mundo

Suspeito do tiroteio de Dallas queria matar polícias brancos

O suspeito do tiroteio de Dallas disse que queria matar brancos por causa dos polícias que mataram dois homens negros nos Estados Unidos, disse hoje o chefe da polícia, David Brown.

LM Otero

O suspeito do ataque de Dallas disse aos negociadores que queria matar brancos, sobretudo polícias brancos, depois de agentes da polícia terem morto a tiro dois homens negros esta semana nos estados do Luisiana e do Minnesota, disse o chefe da polícia numa conferência de imprensa.

"Não há palavras para descrever a atrocidade que afetou a nossa cidade. Tudo o que digo é que isto tem de parar, esta divisão entre a nossa polícia e os nossos cidadãos", salientou David Brown.

O apelo à união foi feito depois do ataque que matou cinco polícias e feriu nove pessoas -- sete das quais eram também agentes.

O suspeito foi morto por um explosivo detonado pela polícia durante um impasse, depois do tiroteio de quinta-feira à noite, numa manifestação pacífica de protesto contra a atuação da polícia nos dois casos da morte dos homens negros, explicou David Brown.

Lusa

  • Seis mortos em Dallas, incluindo cinco polícias vítimas de tiroteio

    Mundo

    Cinco polícias foram mortos esta noite em Dallas, nos Estados Unidos, durante uma manifestação contra a violência policial. Pelo menos dois atiradores balearam 11 agentes da polícia. Três pessoas foram detidas, uma que estava cercada pelas autoridades acabou por disparar sobre si própria, de acordo com as últimas informações. O balanço de mortos sobre assim para seis.

  • O mais sério aviso de Marcelo Rebelo de Sousa ao Governo
    3:15
  • O encontro emocionado de Marcelo com a mãe de uma das vítimas dos fogos
    0:30
  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Se os bombeiros não chegam, os vizinhos vão ficar sem casa"
    1:03
  • O sorriso de Jorge Jesus quando soube que o símbolo da Juventus mudou
    1:21

    Desporto

    A Juventus surpreendeu grande parte do mundo do futebol quando alterou completamente o emblema. Agora, o símbolo faz lembrar as iniciais do nome do treinador do Sporting. Jorge Jesus não sabia, mas ficou esta terça-feira a saber e parece ter gostado. O técnico de Alvalade regressa quarta-feira ao estádio da equipa italiana, que conhece muito bem.