sicnot

Perfil

Mundo

Novos confrontos nas proximidades de base de missão da ONU no Sudão do Sul

As tropas leais ao Presidente sul-sudanês, Salva Kiir, e as fiéis ao seu rival, o vice-presidente, Riek Machar, protagonizaram novos confrontos perto de uma base da missão da ONU no Sudão do Sul em Juba, segundo a organização.

Reuters

Além disso, segundo o diário National Courier, ouviram-se disparos esporádicos na zona de New Site e houve confrontos numa área próxima de um posto de controlo.

A missão da ONU no Sudão do Sul (UNMISS) apelou, no domingo, às partes envolvidas no conflito para cessarem os ataques perto das suas instalações, onde se encontram refugiadas centenas de pessoas e onde procuraram abrigo inúmeros deslocados após o novo surto de violência, que ameaça a frágil paz no país.

"As Nações Unidas instam todas as partes a respeitar a condição da ONU e condenam qualquer tentativa deliberada de ataque às suas instalações e ao seu pessoal", indicou a missão internacional em comunicado.

Desde quinta-feira, mais de 269 pessoas morreram em confrontos entre as forças governamentais e opositoras.

O governo do Presidente Salva Kiir e a oposição armada liderada por Riek Machar alcançaram um acordo de paz em agosto de 2015 e formaram um governo de unidade nacional em abril último.

O acordo prevê que as forças leais aos dois dirigentes políticos sejam integradas no exército sul-sudanês.

A guerra civil no Sudão do Sul, que no domingo cumpriu cinco anos de existência, sendo o país mais jovem do mundo, começou com combates no seio das forças armadas, minadas por conflitos políticos e étnicos alimentados pela rivalidade entre o Presidente Salva Kiir, da etnia dinka, e o seu ex-vice-presidente Riek Machar, da tribo nuer.

A continuação dos combates em diversas zonas do país entre milícias com interesses locais levantam dúvidas sobre a capacidade do acordo de paz resolver o conflito étnico e de poder do Sudão do Sul.

  • Parabéns! Portugal faz hoje 839 anos

    País

    É dia de cantar os parabéns. Portugal celebra esta quarta-feira 839 anos, depois de a 23 de maio de 1179 o Papa Alexandre III ter emitido a bula "Manifestis Probatum" onde reconhece o território como reino independente.

    SIC

  • Cachalote-pigmeu morreu pouco tempo depois de dar à costa em Lisboa
    1:13
  • Presidente da República apoia reforma "quanto antes" do Tribunal de Contas
    1:13

    País

    O Presidente da República defendeu esta manhã uma reforma do Tribunal de Contas para que se adeque a lei que prevê o controlo das entidades públicas. Para Marcelo Rebelo de Sousa, se a lei der melhores meios de controlo e for de mais rápida aplicação, vai dissuadir casos de má gestão de dinheiros públicos que acabam por resultar em crimes.

  • PSD compara SNS a um "cenário de guerra", Centeno desdramatiza
    2:44

    Economia

    O ministro das Finanças esteve esta amanhã no Parlamento e voltou a não comprometer-se com aumentos salariais na função pública no próximo ano. Deu mesmo a entender que a medida não é prioritária. A discussão passou também pelo Serviço Nacional de Saúde. Centeno desdramatizou as carências mas o PSD comparou o que s passa a um cenário de guerra.