sicnot

Perfil

Mundo

Guterres promete paridade de género nas nomeações na ONU

Guterres promete paridade de género nas nomeações na ONU

António Guterres defende a paridade de género nas nomeações na ONU. No primeiro debate entre candidatos a secretário-geral das Nações Unidas, o português disse que uma das prioridades deve ser dar mais poder às mulheres.

Guterres garantiu hoje na ONU, em Nova Iorque, durante o primeiro debate entre candidatos a secretário-geral, que se for eleito irá existir paridade entre géneros nas nomeações da organização.

"Vamos ter objetivos, metas e avaliações permanentes para assegurar que tudo está a ser cumprido", disse o candidato português.

A resposta do antigo primeiro-ministro aconteceu durante uma ronda sobre a possibilidade de a próxima secretária-geral da ONU ser uma mulher.

Vesna Pusic, da Cróacia, disse que "durante 70 anos a organização foi governada por pessoas que representam apenas cinquenta por cento da experiência humana" e que "está na hora de isso mudar."

Na sua última declaração no debate, António Guterres escolheu lembrar os seus mandatos como alto-comissário para os refugiados e os motivos porque concorre agora a secretário-geral.

"Senti a frustração de ver as pessoas a sofrer e saber que não tinha uma solução para elas. Foi por isso que entendi ser minha obrigação candidatar-me a secretário-geral da ONU", explicou.

No debate, os 10 dos 12 candidatos presentes foram divididos em dois grupos.

Guterres fez parte do primeiro grupo, no qual participam ainda Vesna Pusic, da Cróacia, Susana Malcorra, da Argentina, Vuk Jeremic, da Sérvia, e Natalia Gherman, da Moldávia.

No segundo grupo, participam Helen Clark, da Nova Zelândia, Danilo Turk, da Eslovénia, Christiana Figueres, da Costa Rica, Igor Luksic, de Montenegro, e Irina Bokova, da Bulgária.

Com Lusa

  • Guterres foi o mais aplaudido em debate da ONU
    0:30

    Mundo

    António Guterres teve mais uma prova de fogo na corrida a secretário-geral da ONU. Os candidatos tiveram de responder a perguntas de jornalistas, embaixadores e cidadãos. Guterres foi o candidato mais aplaudido na primeira ronda do debate. Entre os assuntos discutidos estiveram liderança, violações de direitos humanos, gestão da ONU e prevenção dos conflitos internacionais.

  • As vantagens de comprar online
    8:03
  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Filho de Trump critica mayor de Londres por palavras de 2016

    Ataque em Londres

    Donald Trump Júnior criticou o presidente da Câmara de Londres logo a seguir ao ataque de quarta-feira que fez três mortos e mais de 40 feridos. O filho de Presidente publicou no Twitter uma reação a uma declaração de Sadiq Khan de setembro de 2016. Para o Presidente dos EUA, o ataque em Londres é "uma grande notícia".

  • Marcelo reuniu-se com líderes europeus para falar do futuro da UE
    2:31

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa esteve esta quarta-feira em Bruxelas e participou numa homenagem às vítimas do atentado em Bruxelas, onde colocou uma coroa de flores junto ao monumento.O Presidente da República esteve também reunido com os líderes das principais instituições europeias para falar sobre o futuro da UE.