sicnot

Perfil

Mundo

Portugal continua na segunda metade da tabela dos inovadores da UE

Portugal caiu uma posição, para o 1.º lugar, no painel europeu de inovação, elaborado anualmente pela Comissão Europeia, permanecendo no grupo de Estados-membros classificados como "inovadores moderados".

© Rafael Marchante / Reuters

De acordo com os dados do "Painel Europeu de Inovação 2016", referente a 2015, o nível de inovação da União Europeia (UE) "aproxima-se cada vez mais dos níveis de inovação do Japão e dos Estados Unidos", continuando a Suécia a liderar a tabela europeia, seguida de Dinamarca, Finlândia, Alemanha e Holanda, países que formam o grupo dos chamados "líderes da inovação".

Depois de um segundo grupo de "fortes inovadores", formado por oito Estados-membros, surge um terceiro grupo, de "inovadores moderados", já abaixo da média da UE, e no qual se inclui Portugal, que recuou de 17.º para 18.º entre 2014 e 2014.

O documento hoje divulgado pelo executivo comunitário sublinha que Portugal tem um desempenho abaixo da média comunitária na maioria dos indicadores analisados, com exceção dos "recursos humanos", tendo-se registado quedas particularmente vincadas sobretudo nas áreas das despesas com inovação que não a favor da investigação e desenvolvimento, e da inovação nas Pequenas e Médias Empresas (PME).

O comissário europeu responsável pela Investigação, Ciência e Inovação, Carlos Moedas, observou, por ocasião da divulgação deste painel de avaliação, que a Comissão está "a melhorar o acesso ao financiamento privado através do Plano de Investimento para a Europa, no valor de 315 mil milhões de euros, e da União dos Mercados de Capitais, e a criar um novo Conselho Europeu para a Inovação", para colocar a UE ainda mais na linha da frente.

Lusa

  • País "é bom a produzir ciência, não é tão bom a transformá-la em inovação"
    1:04

    Economia

    Cavaco Silva diz que Portugal está a avançar a um ritmo superior ao da média europeia no que diz respeito à inovação, mas que ainda há um longo caminho a percorrer. O Presidente da República diz esperar que a nomeação de Carlos Moedas para comissário da pasta da Ciência e Inovação dê o seu contributo para o país. Declarações feitas durante o discurso numa conferência da Comissão Europeia sobre Ciência na Europa.

  • Lisboa recebe Festival Internacional de Inovação e Criatividade
    4:40

    Edição da Manhã

    A FIL recebe a partir de amanhã o Festival Internacional de Inovação e Criatividade, o maior certame ligado às atividades culturais e criativas em Portugal e que se espera atraia cerca de 60 mil visitantes. Para nos falar deste evento, esteve hoje na Edição da Manhã Maria João Rocha de Matos, diretora geral da Associação Industrial Portuguesa.

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marcelo diz que é hora de valorizar o poder local
    0:40

    País

    O Presidente da República diz que este é o momento para valorizar o poder local. Sobre a descida da Taxa Social Única, Marcelo Rebelo de Sousa recusou comentar e negou que haja crispação politica entre Governo e oposição.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.