sicnot

Perfil

Mundo

Portugal continua na segunda metade da tabela dos inovadores da UE

Portugal caiu uma posição, para o 1.º lugar, no painel europeu de inovação, elaborado anualmente pela Comissão Europeia, permanecendo no grupo de Estados-membros classificados como "inovadores moderados".

© Rafael Marchante / Reuters

De acordo com os dados do "Painel Europeu de Inovação 2016", referente a 2015, o nível de inovação da União Europeia (UE) "aproxima-se cada vez mais dos níveis de inovação do Japão e dos Estados Unidos", continuando a Suécia a liderar a tabela europeia, seguida de Dinamarca, Finlândia, Alemanha e Holanda, países que formam o grupo dos chamados "líderes da inovação".

Depois de um segundo grupo de "fortes inovadores", formado por oito Estados-membros, surge um terceiro grupo, de "inovadores moderados", já abaixo da média da UE, e no qual se inclui Portugal, que recuou de 17.º para 18.º entre 2014 e 2014.

O documento hoje divulgado pelo executivo comunitário sublinha que Portugal tem um desempenho abaixo da média comunitária na maioria dos indicadores analisados, com exceção dos "recursos humanos", tendo-se registado quedas particularmente vincadas sobretudo nas áreas das despesas com inovação que não a favor da investigação e desenvolvimento, e da inovação nas Pequenas e Médias Empresas (PME).

O comissário europeu responsável pela Investigação, Ciência e Inovação, Carlos Moedas, observou, por ocasião da divulgação deste painel de avaliação, que a Comissão está "a melhorar o acesso ao financiamento privado através do Plano de Investimento para a Europa, no valor de 315 mil milhões de euros, e da União dos Mercados de Capitais, e a criar um novo Conselho Europeu para a Inovação", para colocar a UE ainda mais na linha da frente.

Lusa

  • País "é bom a produzir ciência, não é tão bom a transformá-la em inovação"
    1:04

    Economia

    Cavaco Silva diz que Portugal está a avançar a um ritmo superior ao da média europeia no que diz respeito à inovação, mas que ainda há um longo caminho a percorrer. O Presidente da República diz esperar que a nomeação de Carlos Moedas para comissário da pasta da Ciência e Inovação dê o seu contributo para o país. Declarações feitas durante o discurso numa conferência da Comissão Europeia sobre Ciência na Europa.

  • Lisboa recebe Festival Internacional de Inovação e Criatividade
    4:40

    Edição da Manhã

    A FIL recebe a partir de amanhã o Festival Internacional de Inovação e Criatividade, o maior certame ligado às atividades culturais e criativas em Portugal e que se espera atraia cerca de 60 mil visitantes. Para nos falar deste evento, esteve hoje na Edição da Manhã Maria João Rocha de Matos, diretora geral da Associação Industrial Portuguesa.

  • Negócios do Fogo
    22:00
  • Direção da Raríssimas na Madeira demitiu-se em setembro
    1:58

    País

    Três representantes da Raríssimas na ilha da Madeira demitiram-se, em setembro, de costas voltas para a direção. A delegação da instituição na ilha começou em 2015 e fechou com as três demissões. Em entrevista à SIC, uma das antigas delegadas afirmou que todos os fundos angariados foram para a sede, em Lisboa, ficando depois sem dinheiro para pagar as despesas.

  • Deputado do PSD recusa vice-presidência da Raríssimas
    1:58

    País

    Nas reações políticas ao caso da Raríssimas, o PSD e CDS dizem que é preciso acionar todos os mecanismos legais apropriados para averiguar a situação. O deputado social-democrata, Ricardo Baptista Leite, que tinha sido convidado recentemente para vice-presidente da instituição, diz que já não há condições para tomar posse.

  • Turistas aproveitam nevão na Serra da Estrela
    1:23
  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59
  • Dezenas de feridos em protestos contra decisão de Trump em Israel
    1:55
  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.