sicnot

Perfil

Mundo

Só metade da ajuda planeada para a Síria chegou às áreas sitiadas desde janeiro

Apenas metade da ajuda planeada pela ONU e pelos seus parceiros chegou às zonas sitiadas na Síria durante o primeiro semestre do ano, foi hoje divulgado.

© Abdalrhman Ismail / Reuters

"A área da saúde é a que regista maior insucesso", disse Jan Egeland, coordenador do acesso humanitário às referidas zonas.

Desde o início do ano, a ONU tem feito chegar ajuda vital a 62% da população que se encontra em zonas sitiadas e outras consideradas de acesso muito difícil devido à guerra.

As Nações Unidas estimam que entre janeiro e até metade de julho foram assistidas 978.000 pessoas, algumas das quais receberam ajuda mais de uma vez.

"É um número muito distante do que esperávamos, mas muito melhor do que conseguimos em 2015", disse Egeland.

Indicou que apesar da ONU ter recebido do governo sírio todas as autorizações solicitadas para levar ajuda às áreas sitiadas, os comboios de veículos continuam a enfrentar dificuldades de movimento e por vezes são retidos ou a mercadoria é retirada antes de entrarem nas zonas previstas.

Segundo Egeland, nos postos de controlo continua a ser descarregado material de saúde, sobretudo medicamentos contra queimaduras, antibióticos e analgésicos.

Atualmente a prioridade da ONU em termos humanitários é regressar às localidades de Fua, Kefraya, Madaya e Zabadani, assinalando Egeland que a desnutrição está a aumentar entre a população destas zonas.

De vital importância é ainda a entrada na zona leste de Alepo, onde que calcula que estejam entre 200.000 e 250.000 pessoas sitiadas.

Lusa

  • "Miúdos de 5 e 6 anos a perguntar: a minha casa ardeu, o meu pai está queimado?"
    4:55
  • Presidente visita zonas afetadas pelos fogos
    2:00

    País

    Numa visita inesperada, o Presidente da República esteve esta manhã em Vouzela, um dos concelhos mais atingidos pelos incêndios. Marcelo Rebelo de Sousa vai estar nos próximos dias no distrito de Viseu.

  • Duas opções do círculo mais próximo de António Costa
    1:41
  • O clube de amigos de António Costa

    Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão

  • "Viverei com o peso na consciência até ao último dia"
    3:00
  • A fotografia que está a correr (e a impressionar) o Mundo

    Mundo

    A fotografia de uma cadela a carregar, na boca, o cadáver calcinado da cria está a comover o mundo. Entre as muitas fotografias que mostram o cenário causado pelos incêndios que devastaram a Galiza nos últimos dias, esta está a causar especial impacto. O registo é do fotógrafo Salvador Sas, da agência EFE. A imagem pode impressionar os mais sensíveis.

  • Tondela corta relações institucionais com Belenenses

    Desporto

    O Tondela anunciou esta quinta-feira o corte de relações institucionais com o Belenenses, que vai defrontar no domingo para a nona jornada da I Liga de futebol, na sequência do diferendo pelo não adiamento do jogo devido aos incêndios.

  • SC Braga recebe o Ludogorets
    2:03

    Liga Europa

    O Sporting de Braga recebe hoje o Ludogorets. Abel Ferreira destaca a capacidade física e ofensiva do adversário e quer um Braga a jogar com intensidade para vencer o atual campeão da Bulgária.