sicnot

Perfil

Mundo

Erdogan exige a extradição de Gulen

Numa entrevista exclusiva que o Presidente da Turquia deu à televisão norte-americana CNN, no Palácio Presidencial de Istambul, o líder turco exigiu a extradição do clérigo Fethullah Gülen, que acusa de estar por detrás da tentativa de golpe de Estado da passada sexta-feira.

Recep Tayyip Erdoğan disse que o pedido de extradição do seu antigo aliado, agora inimigo número um, deve seguir nos próximos dias.

Em entrevista, o presidente da Turquia afirmou ainda que o povo turco quer ver reintroduzida a pena de morte - abolida há mais de uma década como condição de entrada na União Europeia - porque pretende ver mortos os responsáveis pela tentativa de golpe de Estado.

Apesar dos avisos da UE, Erdogan não recua na sua decisão que poderá comprometer a tentativa de integração do Estado turco no grupo dos 28.

O chefe de Estado não descarta a hipótese de reintroduzir a pena capital no país, como ainda diz que se o Parlamento decidir em conformidade, aprovará a decisão.

A tentativa de golpe de Estado falhada na Turquia já fez mais de 300 mortos e já levou à detenção de 7.500 pessoas.

  • "Não conheço nenhuma situação de um golpe de Estado em que no próprio dia haja 6 mil presos"
    2:40

    Miguel Sousa Tavares

    Depois da tentativa de golpe de Estado na Turquia quase três mil militares e 2.700 juízes e funcionários judiciais foram detidos. O Presidente Erdogan já disse que quer o regresso da pena de morte. Miguel Sousa Tavares afirma que não conhece "nenhuma situação de um golpe de Estado em que no próprio dia haja 6 mil presos". O comentador da SIC vai longe e diz que "Erdogan criou muitos problemas para a Turquia e está numa situação de fuga em frente".

  • "Há coisas estranhas neste golpe"
    8:05

    Opinião

    Rui Machete considera que a tentativa de golpe de Estado na Turquia veio reforçar o poder do Presidente Erdogan. O ex-ministro dos Negócios Estrangeiros diz que a maneira como o golpe se desenrolou é estranha, e que é preocupante que um chefe de Estado tenha incitado as massas populares a ir para a rua. O social-democrata acrescenta ainda que o golpe é um sintoma de divisão de opiniões perante aquele sistema político.

  • Erdogan promete respeitar a lei nos julgamentos dos revoltosos
    2:18

    Mundo

    A Turquia já respondeu aos avisos europeus e dos Estados Unidos. Comprometeu-se a respeitar a lei no julgamento dos rebeldes que tentaram tomar o poder. No fim de semana, o presidente Erdogan admitiu reintroduzir a pena de morte para os 7 mil e 500 militares e civis revoltosos já detidos.

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.