sicnot

Perfil

Mundo

Grécia quer extraditar militares revoltosos para evitar conflito diplomático

O Governo grego vai extraditar para a Turquia, o mais breve possível, os oito oficiais do exército turco que fugiram no sábado de helicóptero para a Grécia após o falhado golpe de Estado, noticia hoje a imprensa local.

© Eurokinissi . / Reuters

O executivo de Atenas, prossegue a imprensa grega, quer assim evitar um conflito diplomático com Ancara, devendo, para tal, encontrar rapidamente uma solução que permita recusar o asilo aos oito oficiais.

Os oito militares turcos foram ouvidos hoje por um juiz instrutor do processo, que terá de deliberar sobre as acusações de violação do espaço aéreo e entrada ilegal no país apresentadas pela polícia da cidade grega de Alexandropolis.

Só depois de concluído este processo é que o juiz irá deliberar sobre o pedido de asilo, o que poderá demorar semanas.

Mas, mesmo que o pedido de asilo seja recusado, os oficiais poderão apelar da decisão junto do Supremo Tribunal grego, cujo pronunciamento demorará também várias semanas ou mesmo meses, escreve a imprensa local.

No entanto, a possibilidade insinuada pelo próprio Presidente turco, Recep Erdogan, de restaurar a pena de morte na Turquia, poderá também complicar uma eventual extradição.

Os oito oficiais sustentam que não estiveram envolvidos na falhada tentativa de golpe de Estado de sexta-feira à noite na Turquia e que só souberam a intentona depois de falar ao telefone com familiares.

Os militares acrescentaram ainda que as suas ordens passavam por "transportar feridos" nos quatro helicópteros que estavam a operar, relata a imprensa grega.

A dada altura, três dos aparelhos foram atingidos por tiros da polícia, pelo que decidiram embarcar no único que não sofreu danos.

Segundo o relato da imprensa grega, que não cita fontes, os oito militares afirmaram que ainda quiseram regressar ao país para se reunirem às respetivas famílias, mas temem pela vida, uma vez que foram acusados por Ancara de terem participado na tentativa de golpe de Estado, razão pela qual optaram por pedir asilo político à Grécia.


Lusa

  • Partidos vão apresentar propostas alternativas à descida da TSU
    2:52

    TSU

    O Presidente da República defende a redução da Taxa Social Única mas deixa a porta aberta a outra via para compensar o aumento do salário mínimo. PCP e Bloco de Esquerda insistem que não pode haver contrapartidas que estimulem os salários baixos mas admitem outras formas de aliviar as empresas. À direita, também o CDS irá apresentar propostas.

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Pedro Dias recusou mostrar caligrafia
    2:29

    País

    Pedro Dias forneceu esta segunda-feira ADN aos peritos do laboratório da polícia científica. O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira também foi intimado a entregar amostras da própria caligrafia, mas recusou fazê-lo.

  • Autoridades italianas prosseguem buscas por desaparecidos em avalancha
    0:54
  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.

  • Carolina do Mónaco celebra o 60.º aniversário
    2:13

    Mundo

    Carolina do Mónaco celebra esta segunda-feira o 60.º aniversário. Em 60 anos, foi criança mediática, jovem rebelde e, agora, matriarca sem ser rainha. Carolina do Mónaco nunca saiu das revistas, por ser filha de Grace Kelly e Rainier do Mónaco, por ter somado namorados pouco recomendáveis para princesas, por ter perdido o pai dos seus filhos num terrível acidente.

  • Ator morre baleado durante gravações de videoclip na Austrália

    Mundo

    Um ator morreu depois de ter sido baleado durante as gravações de um videoclip da banda Bliss n Eso, na cidade australiana de Brisbane. A vítima foi identificada como Johann Ofner, de 28 anos. O homem chegou a receber a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.