sicnot

Perfil

Mundo

Movimento de extrema-direita Pegida pretende fundar partido na Alemanha

O movimento anti-islâmico e anti-imigração alemão Pegida anunciou hoje que pretende fundar um partido político, mas sublinhou que não irá procurar atrair votos do partido de extrema-direita Alternativa para a Alemanha (AfD).

Jens Meyer

O novo partido poderá chamar-se Partido Popular para a Liberdade e Democracia Direta (FDDV, acrónimo em alemão), disse o líder do grupo, Lutz Bachmann, numa reunião em Dresden.

Bachmann - condenado e multado em maio por incitar o ódio racial por se referir aos refugiados como "gado" e "escória" nos meios de comunicação social - insistiu que não tem a intenção de permanecer na liderança.

As movimentações para formar um partido acontecem na altura em que as autoridades estão a ponderar proibir a associação original, que foi criada baseando-se no medo do crescimento do extremismo.

Bachmann insistiu que o novo partido não procuraria ofuscar o AfD, que ganhou mais de 10 por cento de apoio nos últimos meses.

O AfD foi fundado como um partido de protesto eurocético em 2013, mas agora alinha principalmente contra o Islão e a abertura da Alemanha aos refugiados, que no ano passado reuniu mais de um milhão de requerentes de asilo naquele país.

"Nós devemos apoiar a AfD nas próximas eleições (previstas para 2017)", garantiu Bachmann.

O líder do Pegida acrescentou que as relações entre os dois movimentos de extrema-direita são principalmente boas e que "só em conjunto" poderiam servir a sua causa mútua.

Ruturas no AfD têm surgido nos últimos meses, com um aumento da divisão na liderança, havendo também diferenças dentro da Alternativa para a Alemanha sobre a colaboração com o movimento Pegida.

Lusa

  • O resgate dos passageiros do naufrágio em Cascais
    1:48
  • É importante que "as pessoas não tenham medo" de denunciar o tráfico humano
    0:48

    País

    Manuel Albano, relator nacional para o tráfico de pessoas, concorda com a ideia de que é necessário continuar a investir na inspeção e na fiscalização para travar o tráfico de seres humanos, mas rejeita a denúncia do sindicato dos trabalhadores do SEF, que esta quinta-feira alertou para a "falta de controlo".

  • Trocar a economia pela dança
    7:21
  • Salas de consumo assistido previstas na lei há 17 anos
    3:01
  • O que faz um guaxinim às duas da manhã num quartel de bombeiros?

    Mundo

    Os animais são muitas vezes os protagonistas de histórias incríveis ou até insólitas. Desde o cão mais pequeno ao urso mais assustador. Desta vez, o principal interveniente é um guaxinim, que foi levado até um quartel de bombeiros por uma dona muito preocupada. Porquê? O animal estava sob o efeito de drogas.

    SIC

  • "Por vezes até as princesas da Disney ficam apavoradas"

    Mundo

    A atriz norte-americana Patti Murin foi esta semana elogiada nas redes sociais por se preocupar com a sua saúde mental e não ter problemas em falar sobre o assunto. A artista faltou a um espetáculo da Disney, onde ia atuar, devido a um ataque de ansiedade.

    SIC

  • Presidente do Uganda quer proibir sexo oral

    Mundo

    O Presidente do Uganda emitiu um aviso público durante um conferência de imprensa anunciando que vai banir a prática de sexo oral no país. Yoweri Museveni justifica o ato, explicando que "a boca serve para comer".

    SIC