sicnot

Perfil

Mundo

Cúpula militar diz que soube do golpe de Estado na Turquia horas antes de ocorrer

O Estado-Maior das Forças Armadas turcas soube da iminência do golpe de Estado na tarde de sexta-feira, algumas horas antes de se produzir, indicou hoje em comunicado a cúpula militar da Turquia.

© Murad Sezer / Reuters

A nota, publicada no portal da internet da mais alta instância militar turca e citada pela agência Efe, refere que os serviços secretos do país, conhecidos pela sigla MIT, informaram o Estado-maior do golpe previsto pelas 16:00 horas locais, (13:00 TMG) de sexta-feira, 15 de julho.

O mesmo comunicado precisa que os chefes militares convocaram uma reunião do Estado-Maior e deram ordem para que nenhum tanque ou meio aéreo saísse das respetivas bases militares, ordem que foi desobedecida pelos golpistas.

Os primeiros testemunhos de civis sobre voos rasantes de casas em Ancara, primeiro sinal público do golpe, começaram pelas 22:00 locais, e, meia hora mais tarde, as televisões deram a notícia do bloqueio militar das pontes sobre o Bósforo em Istambul.

Os conspiradores, ao tomarem o quartel-general do Exército, tentaram forçar o chefe de Estado-Maior, general Hulusi Akar, a ler um comunicado perante uma câmara de televisão, ao que este se negou "de forma determinada", acrescenta-se na nota.

O texto define os golpistas como "um bando ilegal que se aninhou as forças armadas" e "assassinos com as mãos manchadas de sangue".

O Estado-Maior precisa que se trata de "membros do banco traidor terrorista FETÖ", um termo usado pelo Ministério Público turco no ano passado para descrever as redes de seguidores do imã turco Fethullah Güllen, exilado nos Estados Unidos.

Güllen negou já quaisquer implicações na tentativa de golpe.

De acordo com o comunicado, os golpistas foram derrotados definitivamente às 16:00 de sábado, dia 17 de julho, e o Governo recuperou o controlo de todas as unidades das forças armadas.

Lusa

  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • "A isto chama-se pura hipocrisia"
    1:13

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho classifica a atuação do Governo na gestão da Caixa Geral de Depósitos como um "manual de cinismo político insuportável", declarações feitas pelo líder do PSD durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa.

  • O momento em que Trump quis ser um camionista

    Mundo

    O Presidente norte-americano Donald Trump reuniu-se esta quinta-feira com representantes da indústria de camionagem. Não é apenas do encontro que lhe falamos, mas principalmente da invulgar receção feita por Trump, que entrou para um camião, fingiu que o conduzia e buzinou... em pleno jardim da Casa Branca.

  • FBI investiga possível campanha de espiões russos contra Hillary
    0:57

    Mundo

    A suspeita de ligação entre a equipa de Donald Trump e operacionais russos está a aumentar. A CNN diz que a equipa do Presidente do Estados Unidos da América se coordenou com os russos para atingir Hillary Clinton. O FBI está a investigar registos telefónicos, de viagens, relatórios e transações para offshores.

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Jovem violada em direto no Facebook não se sente em segurança

    Mundo

    A jovem de 15 anos que foi abusada sexualmente por cinco ou seis homens durante um vídeo em direto para o Facebook está a receber tratamento. A mãe da jovem deu uma entrevista, na qual disse que a filha já não se sente em segurança na sua vizinhança, depois de receber ameaças na internet.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27

    Mundo

    Estella Westrick tem apenas três anos, mas já conseguiu chegar aos jornais de todo o mundo, depois de "roubar" o chapéu do Papa. Durante uma visita da família na quarta-feira ao Vaticano, a criança - que não parece estar muito contente no vídeo - foi pegada ao colo por um dos funcionários do Vaticano, que a levou depois até ao Papa. Nesta altura, Estella aproveitou para tirar o solidéu episcopal, arrancando gargalhadas de toda a gente, especialmente do Papa Francisco.

  • O edifício mais longo do mundo

    Mundo

    Se pensa que já viu tudo em relação aos edifícios mais longos e complexos do mundo, pense duas vezes. O edifício mais longo do mundo pode estar prestes a chegar e promete fazer de Nova Iorque uma cidade ainda mais atrativa.