sicnot

Perfil

Mundo

Morto pela polícia extremista islâmico mais procurado da Indonésia

O extremista islâmico mais procurado da Indonésia, Santoso, foi morto em confrontos com as forças de segurança, disse hoje a polícia, depois de anos à procura deste apoiante do grupo extremista Estado Islâmico (EI) acusado de vários ataques.

reuters

"É de facto Santoso", declarou à agência noticiosa France Presse (AFP) o chefe da polícia do centro das Celebes, Rudy Sufahriadi, no final do processo de identificação do corpo do militante.

Santoso foi abatido na segunda-feira durante uma operação das forças de segurança numa região montanhosa das Celebes.

"Já o persegui e detive anteriormente, enviamos pessoas (para identificar o corpo) que lutaram com ele na 'guerra santa' (jihad) e que confirmaram que era ele", disse.

A morte de Santoso é uma importante vitória para as autoridades indonésias, que perseguiam o extremista há cinco anos, enviando milhares de efetivos das forças de segurança em operações de busca para zonas remotas de floresta.

O grupo de Santoso, composto por cerca de uma dezena de seguidores, perpetrou uma série de ataques mortíferos contra as forças indonésias e era conhecido por treinar militantes oriundos de todas as zonas do arquipélago.

Em 2014, Santoso aliou-se ao EI e, no início deste ano, os Estados Unidos colocaram o extremista numa lista de terroristas.

  • Aeroporto Cristiano Ronaldo? Nem todos os madeirenses estão de acordo
    2:21
  • Fatura da água a dobrar
    2:26

    Economia

    Desde o início do ano que a população de Celorico de Basto está a receber duas faturas da água para pagar. Tanto a Câmara como a Águas do Norte reclamam o direito a cobrar pelo serviço. Contactada pela SIC, a Entidade Reguladora esclarece que o município não pode emitir faturas e tem de devolver o dinheiro.