sicnot

Perfil

Mundo

Queen contra a utilização de "We are the champions" na convenção de Trump

A banda de rock Queen insurgiu-se hoje contra a utilização de uma das suas músicas mais conhecidas, "We are the champions", aquando da entrada de Donald Trump na convenção do Partido Republicano.

© Fabrizio Bensch / Reuters

Na sua conta do Twitter, a banda britânica denunciou a utilização da música como tendo sido feita contra a sua vontade, e afirmam que se trata de "uma utilização não autorizada" por parte dos organizadores da convenção do Partido Republicano.

Em junho, o guitarrista Brian May tinha já afirmado que os Queen "nunca autorizariam" a utilização das suas músicas, nem a Trump nem a outro político qualquer.

Os utilizadores das redes sociais foram rápidos a atacar Trump, fazendo piadas com a decisão de utilizar uma canção escrita por Freddie Mercury, um músico homossexual, que morreu devido a complicações ligadas à SIDA.

As piadas resultam do Partido Republicano defender os valores familiares e conservadores, opondo-se de forma determinante ao casamento homossexual e que em geral demonstra pouca consideração em relação à comunidade Lésbica, Gay, Bissexual e Transexual (LGBT).

"Se o vosso partido político tem tratado os gays como cidadãos de segunda categoria durante décadas, adivinhem? Não podem passar a música de Freddie Mercury nas vossas convenções", declarou o cantor Adam Lambert, que tem feito digressões com a banda e que não esconde a sua homossexualidade.

Os Queen não foram o único grupo ou artista a querer forçar o candidato a mudar a sua playlist. Adele, Rolling Stones, R.E.M e Neil Young já tinham exigido que Donald Trump deixasse de utilizar as suas músicas.

Com Lusa

  • Corpos de portuguesas trasladados segunda-feira 
    1:27
  • Incendiários vão passar o verão com pulseira eletrónica

    País

    Os tribunais vão poder condenar os incendiários a penas de prisão domiciliária, com pulseira eletrónica, durante as épocas de incêndio. A nova lei foi aprovada na semana passada, na Assembleia da República, e aguarda a promulgação do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

  • Estado vai tomar posse de terras abandonadas

    País

    O Governo vai recorrer ao Código Civil para permitir que o Estado tome posse de terras ao abandono. À margem da entrevista ao Expresso, o primeiro-ministro anunciou que o Governo irá acionar o artigo 1345º do Código Civil, que estabelece que as coisas imóveis sem dono conhecido se consideram do património do Estado.

  • "Trump, deixe-me ajudá-lo a escrever o discurso"
    0:47

    Mundo

    Arnold Schwarzenegger diz que Donald Trump tem o dever moral de se opor ao ódio e ao racismo. Num vídeo publicado nas redes sociais, o ator norte-americano e antigo governador da Califórnia encenou o discurso que Donald Trump devia ter. 

  • Hino da SIC tocado pela viola beiroa
    2:22