sicnot

Perfil

Mundo

Queen contra a utilização de "We are the champions" na convenção de Trump

A banda de rock Queen insurgiu-se hoje contra a utilização de uma das suas músicas mais conhecidas, "We are the champions", aquando da entrada de Donald Trump na convenção do Partido Republicano.

© Fabrizio Bensch / Reuters

Na sua conta do Twitter, a banda britânica denunciou a utilização da música como tendo sido feita contra a sua vontade, e afirmam que se trata de "uma utilização não autorizada" por parte dos organizadores da convenção do Partido Republicano.

Em junho, o guitarrista Brian May tinha já afirmado que os Queen "nunca autorizariam" a utilização das suas músicas, nem a Trump nem a outro político qualquer.

Os utilizadores das redes sociais foram rápidos a atacar Trump, fazendo piadas com a decisão de utilizar uma canção escrita por Freddie Mercury, um músico homossexual, que morreu devido a complicações ligadas à SIDA.

As piadas resultam do Partido Republicano defender os valores familiares e conservadores, opondo-se de forma determinante ao casamento homossexual e que em geral demonstra pouca consideração em relação à comunidade Lésbica, Gay, Bissexual e Transexual (LGBT).

"Se o vosso partido político tem tratado os gays como cidadãos de segunda categoria durante décadas, adivinhem? Não podem passar a música de Freddie Mercury nas vossas convenções", declarou o cantor Adam Lambert, que tem feito digressões com a banda e que não esconde a sua homossexualidade.

Os Queen não foram o único grupo ou artista a querer forçar o candidato a mudar a sua playlist. Adele, Rolling Stones, R.E.M e Neil Young já tinham exigido que Donald Trump deixasse de utilizar as suas músicas.

Com Lusa

  • Governo quer aumentar fiscalização a baixas fraudulentas
    1:10

    País

    O Governo quer criar uma bolsa de médicos para fiscalizar quem recebe o subsídio por doença. A intenção foi manifestada à TSF pela secretária de Estado da Segurança Social. Em 2016 foram detetados mais de 56 mil trabalhadores com baixa médica que afinal estavam aptos para trabalhar.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.