sicnot

Perfil

Mundo

Jornalista russo pró-ocidente morre em explosão de automóvel na Ucrânia

arquivo reuters

O jornalista russo Pavel Sheremet morreu hoje numa explosão do carro que conduzia, no centro de Kiev, na Ucrânia, informou o jornal online Ukrainska Pravda.

A explosão ocorreu por volta das 07:45 (05:45 em Lisboa), no cruzamento das ruas Bogdan Jmelnitski e Iván Frankó, minutos depois de o jornalista ter deixado a sua residência.

Sheremet, de 44 anos, nascido em Minsk, era um conhecido jornalista com uma destacada trajetória profissional na Bielorrússia e Rússia, e estava radicado em Kiev há cinco anos.

O automóvel em que se deslocava pertence à diretora do Ukrainska Pravda, Yelena Pritule, que não se encontrava a bordo do veículo no momento da explosão.

A polícia não avançou nenhuma versão sobre as possíveis causas da explosão.

Sheremet começou a sua carreira profissional no início dos anos 1990 na televisão bielorussa e em 1996 foi nomeado correspondente-chefe da Televisão Pública da Rússia em Minsk.

Crítico acérrimo do Presidente Bielorruso, Alexandr Lukashenko, em 1997 foi detido quando preparava uma reportagem sobre a situação na fronteira bielorusso-lituana e acusado de trabalhar ilegalmente como jornalista e de receber dinheiro dos serviços secretos estrangeiros.

Sheremet foi condenado então a dois anos de prisão pela Justiça bielorrussa, mas recuperou a liberdade após três meses de reclusão, graças às pressões da Rússia, escreve a agência noticiosa Efe.

  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, fez 100 dias este sábado. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52