sicnot

Perfil

Mundo

Parlamento israelita aprova lei que permite expulsar deputados

O parlamento israelita aprovou hoje uma lei que permite expulsar deputados acusados de incitamento racial, com críticas de que é dirigida aos parlamentares árabes da oposição.

Primeiro-ministro Benjamin Netanyahu

Primeiro-ministro Benjamin Netanyahu

© POOL New / Reuters

A lei, apoiada pelo primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, permite aos parlamentares votarem para expulsar um membro do parlamento "que incite o racismo e apoie a luta armada contra o estado de Israel".

A lei, que foi aprovada com 62 votos a favor, 47 contra e vários deputados ausentes, requer que uma expulsão seja aprovada por pelo menos 90 dos 120 deputados do parlamento israelita.

A nova legislação foi apresentada depois de três deputados israelo-árabes da oposição terem causado polémica quando visitaram familiares de palestinianos mortos pelas forças de segurança de Israel.

Os deputados disseram que estavam a participar numa reunião sobre o repatriamento dos corpos dos palestinianos para as suas famílias.

Os israelo-árabes são descendentes de palestinianos que ficaram em território de Israel após a criação do estado israelita, em 1948, e correspondem a 17,5% dos cerca de oito milhões que compõem a população do país.

Os partidos israelo-árabes ganharam 13 assentos no parlamento nas eleições de março de 2015, tornando-se a terceira maior força política.

A aprovação desta lei surge depois de o parlamento israelita, já este mês, ter aprovado uma lei polémica que obriga as organizações não-governamentais (ONG) a fazerem uma declaração oficial às autoridades quando a maioria do seu financiamento é oriundo de governos de outros países.

Os críticos dizem que esta lei visa as organizações que defendem os direitos dos palestinianos.

Lusa

  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.