sicnot

Perfil

Mundo

Primeiros seis meses de 2016 foram os mais quentes desde o Século XIX

Reuters

Os primeiros seis meses de 2016 foram os mais quentes desde que há registo, anunciou a NASA, que deixa o alerta: o gelo polar Ártico cobre menos 40% da Terra do que há 30 anos.

Em média, as tempertauras foram 1,3ºC mais altas que o habitual, entre janeiro e junho, em comparação com o final do século XIX -"uma mudança em grande parte impulsionada pelo acréscimo de dióxido de carbono e outras emissões à atmosfera", explica a NASA.

"A mudança climática é o desafio de nossa geração", assinala a agência, lembrando que a "maior parte do aquecimento" se deu nos últimos 35 anos, coincidindo com o acréscimo da emissão de gases de efeito estufa por parte do Homem.

No total, o planeta já teve 14 meses consecutivos com as mais altas temperaturas desde que há registo, em 1880, segundo a análise da NOAA - Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos EUA.

A agência, uma das referências internacionais no acompanhamento do processo de aquecimento global do planeta, concluiu que durante 2015 a “temperatura média global” das superfícies terrestres e oceânica esteve 0,9 graus acima da média do século XX. Além disso, a flutuação em relação a todo o período em que se tem registros (1880-2015) também foi a maior de todos os tempos.

A Austrália, o Reino Unido, Espanha e Hong Kong são alguns dos exemplos onde as temperaturas subiram mais que um grau acima da média.

O Ártico, por outro lado, registou níveis incomuns de calor, provocando o início precoce do derretimento do banco de gelo e do manto da Gronelândia, afirma a NASA.

O fenómeno El Niño foi um dos fatores que contribuíram para o recorde de calor em 2016, mas os meteorologistas afirmam que os gases com efeito de estufa emitidos pela atividade humana continuam a ser a principal causa do aquecimento global.

  • "Já só lhes resta uma coisa: bisbilhotar comunicações privadas"
    2:57

    Caso CGD

    O primeiro-ministro diz que o PSD atingiu o grau zero da política, quando chegou à "bisbilhotice" de querer ver as mensagens trocadas entre o ministro das Finanças e António Domingues. A polémica da Caixa Geral de Depósitos voltou a marcar o debate quinzenal, com António Costa a garantir que nunca esteve em causa a entrega de declarações da administração. Já o PSD e o CDS a acusaram o Governo de violar as regras da transparência e de oprimir os direitos da oposição.

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • Técnica de defesa contra aperto de mão de Donald Trump
    1:39
  • Vídeo mostra aterragem de Harrison Ford que quase causou um desastre

    Mundo

    Harrison Ford quase provocou um grave acidente quando, ao pilotar um dos seus aviões, falhou a pista de aterragem e esteve muito perto de chocar contra um um Boeing 737, com mais de 100 pessoas a bordo. O incidente com o ator norte-americano, considerado um piloto experiente, aconteceu na passada segunda-feira, dia 13, no Condado de Orange, na Califórnia, e o momento foi captado em vídeo.

  • Descoberta nova espécie de primatas em Angola

    Mundo

    Uma equipa britânica de cientistas descobriu uma nova espécie de galagos anões, um primata pertencente à família dos galonídeos - comum na África subsariana -, na floresta ameaçada da Kumbira, localizada na província do Cuanza Sul, noroeste de Angola.

  • Vestidos da princesa Diana em exposição
    1:29

    Mundo

    As roupas mais emblemáticas da princesa Diana vão estar em exposição no Palácio de Kensington, em Londres, a partir de sexta-feira. O objetivo é mostrar a evolução do estilo da princesa de Gales, considerada um dos maiores ícones de moda de sempre.