sicnot

Perfil

Mundo

Dezanove mortos e 72 desaparecidos devido a temporais no norte da China

© China Daily China Daily Infor

As chuvas fortes que esta semana atingem o norte da China causaram pelo menos 19 mortos e 72 desaparecidos, informaram hoje as autoridades de várias províncias, através da agência noticiosa oficial Xinhua.

A província de Hebei, vizinha de Pequim, e a mais afetada pelo temporal, revelou hoje que pelo menos 14 pessoas morreram e 72 encontram-se desaparecidas.

As autoridades locais de Hebei emitiram, na quarta-feira, o nível de alerta vermelho, o mais alto de uma escala com quatro cores.

Segundo o Governo local, a chuva causou estragos em 19 condados, além de danificar 11 barragens, duas centrais hidroelétricas e 112 centrais de telecomunicações.

Já em Henan, cerca de 100 mil pessoas da cidade de Anyang tiveram de ser realojadas temporariamente após três barragens terem excedido o nível máximo de água.

O Presidente chinês, Xi Jinping, apelou hoje a que não se poupem esforços para enfrentar os temporais e inundações que, à semelhança de anos anteriores, afetam a China desde maio e que causaram já, pelo menos, 300 mortos.

Lusa

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.