sicnot

Perfil

Mundo

Cooperação entre Portugal e França leva à detenção em Paris de suspeito de homicídio

(Arquivo)

© Charles Platiau / Reuters

Um homem de 28 anos, indiciado pela prática de dois crimes de homicídio qualificado na zona de Mira D'Aire, em 2015, foi detido hoje de em Paris, numa ação conjunta das autoridades portuguesas e francesas.

Segundo nota divulgada hoje, a Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Leiria, identificou e localizou em França um homem, "sem ocupação laboral definida, fortemente indiciado pela prática de dois crimes de homicídio qualificado, nas formas consumada e tentada, bem como de roubo agravado".

A detenção do suspeito acabou por ocorrer durante a manhã de hoje na capital francesa, no decurso de uma ação "desenvolvida em estreita articulação" com o Office Central de Lutte contre le Crime Organisé/Direction Centrale de la Police Judiciaire de França.

O detido, com 28 anos, vai agora ser presente às autoridades judiciárias competentes em França com vista a subsequente entrega ao Departamento de Investigação e Ação Penal da comarca de Santarém para ser sujeito a um primeiro interrogatório judicial e conhecer as medidas de coação tidas por adequadas.

De acordo com as autoridades policiais, "os factos criminosos ocorreram na noite de 19 de novembro do ano passado, na Serra de Santo António - Mira D'Aire, na sequência de confrontos entre dois grupos que participavam numa transação de produto estupefaciente".

A vítima mortal foi atingida por dois disparos de arma de fogo que lhe provocaram lesões traumáticas em órgãos vitais na região torácico-abdominal.

Lusa

  • Turistas chegam a esperar 2 horas no controlo de passaporte do Aeroporto de Lisboa
    2:35

    País

    Chegar ao Aeroporto de Lisboa pode ser uma dor de cabeça para centenas de passageiros. A espera para o controlo de passaporte chegou a ultrapassar as duas horas nos meses de fevereiro e março. Manuela Niza, do Sindicato dos Funcionários do Serviços de Estrangeiros e Fronteiras, diz que têm sido contratados inspetores que depois são desviados para outros serviços.

  • Hasta pública de madeira ardida rendeu 2,85 milhões de euros

    País

    Mais de meia centena de lotes de madeira ardida proveniente de matas nacionais e perímetros florestais geridos pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) foram esta quinta-feira vendidos por 2,85 milhões de euros, numa hasta pública em Viseu.

  • "Dinheiro gasto em contentores dava para construir outro hospital" no Porto
    1:40

    País

    A bastonária dos Enfermeiros pede uma investigação aos contratos de contentores no Hospital de São João, no Porto. Ana Rita Cavaco diz que os "milhares de euros" já gastos na contratação e manutenção dos contentores da Pediatria e outros serviços do centro Hospitalar de São João davam para construir um novo hospital. E levanta ainda a suspeita sobre a empresa contratada.