sicnot

Perfil

Mundo

EUA instam Turquia a investigar autores do golpe sob processos democráticos

Milhares de pessoas manifestaram esta noite o apoio ao Presidente Erdogan, uma longa marcha que percorreu vários pontos da cidade de Istambul.

CEM TURKEL

O vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, instou hoje o primeiro-ministro turco, Binali Yildirim, a que sejam respeitados os processos democráticos em relação aos responsáveis da tentativa falhada de golpe de Estado da semana passada.

"O vice-presidente instou a que as investigações contra os autores do golpe sejam feitas de forma a reforçar a confiança nas instituições democráticas e no estado de Direito", informou a Casa Branca em comunicado.

Biden manteve hoje uma conversa telefónica com Yildirim, a quem reiterou o apoio dos Estados Unidos ao Governo de Recep Tayyip Erdogan e ofereceu-se para colaborar na investigação do golpe.

A Turquia foi alvo de uma tentativa de golpe de Estado na sexta-feira à noite, mas o Presidente, Recep Erdogan, e o Governo recuperaram o controlo do país no sábado.

O último balanço do Governo turco aponta para 308 mortos entre revoltosos, civis e forças leais a Erdogan e mais de 1.400 feridos.

Segundo o primeiro-ministro turco, Binali Yildirim, mais de 7.500 pessoas foram detidas no âmbito do inquérito à tentativa de golpe de Estado na Turquia, incluindo 6.038 militares, 755 magistrados e 100 agentes da polícia.

Lusa

  • Medidas de Erdogan dividem turcos
    2:10

    Mundo

    A Turquia vai suspender a Convenção Europeia dos Direitos Humanos. Trata-se apenas de uma das muitas medidas durante o estado de emergência. Mas nas ruas e no parlamento turco nem todos concordam com o presidente Erdogan. A Turquia está dividida.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".