sicnot

Perfil

Mundo

Governo turco vai prolongar detenções e confiscação de bens

© Osman Orsal / Reuters

O Governo turco deverá emitir os primeiros decretos-lei das medidas que têm vindo a ser seguidas em virtude do estado de emergência decretado na quarta-feira, noticia hoje o diário turco Hurriyet.

Os decretos sobre a confiscação de bens dos suspeitos de envolvimento no golpe de Estado e sobre os períodos de detenção deverão ser produzidos em breve.

Segundo o jornal turco, os suspeitos de terem participado na tentativa falhada de tomar o poder, na passada sexta-feira, vão ver os seus bens apreendidos enquanto as investigações pertinentes se mantiverem.

O Hurriyet, que cita fontes governamentais anónimas, indica que outra das medidas do Governo é estender entre mais quatro e sete dias o período que uma pessoa poderá estar detida antes de ser presente ao juiz.

A Guarda nacional, corpo policial militarizado que se manteve fiel ao Governo durante o golpe, vai ser menos dependente do Exército, segundo as informações do diário turco.

O Governo planeia ainda uma campanha internacional, pela qual os ministros da Justiça e Negócios Estrangeiros vão viajar aos Estados Unidos, onde o clérigo que Ancara acusa de ter organizado o golpe, Fetullah Gulen, reside desde 1999, para negociar a extradição para a Turquia.

O mesmo órgão de comunicação afirma que funcionários que forem suspeitos de pertencerem à irmandade de Gulen vão ser despedidos sem qualquer compensação, enquanto os simpatizantes vão ser despromovidos nos cargos.

Até ao momento, cerca de 55.000 pessoas foram despedidas na sequência da purga com que o Presidente Recep Erdogan alega querer defender a Turquia.

Escolas, fundações e associações que estejam vinculadas com o exilado político Gulen serão encerradas.

Devido ao estado de emergência, o Governo do Presidente Recep Erdogan e do primeiro-ministro, Binali Yildirim, pode aprovar decretos-lei que apenas têm de passar pelo parlamento 30 dias depois.

Os Estados Unidos, a União Europeia e a Organização das Nações Unidas apelaram à Turquia que respeite e cumpra a ordem constitucional e os direitos humanos.


Lusa

  • Jovem que morreu numa estância de esqui em Espanha sofreu um aneurisma
    1:26
  • Cunhado do Rei de Espanha em liberdade sem caução

    Mundo

    Inaki Urdangarin vai mesmo aguardar o desenrolar do recurso em liberdade na Suíça, onde o marido da Infanta Cristina tem residência oficial e onde terá de se apresentar às autoridades uma vez por mês, para além de estar obrigado a comunicar qualquer deslocação fora da Europa. De fora fica ainda o pagamento da caução de 200 mil euros pedida pelo Ministério Público espanhol.

  • Três letras de Zeca Afonso

    Cultura

    No dia em que se assinalam 30 anos da morte de Zeca Afonso, Raquel Marinho, jornalista da SIC e divulgadora de poesia portuguesa contemporânea, escolhe três letras do cantor e autor para dizer, em forma de homenagem.

    Raquel Marinho

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • "Isto é uma mentira e tem carimbo de Estado"
    2:12

    Opinião

    O preço das botijas de gás em Portugal duplicou nos últimos 15 anos. José Gomes Ferreira esteve no Jornal da Noite, da SIC, onde explicou este aumento, lembrando que a classe política prometeu que se houvesse mais empresas a operar no mercado, os preços desciam. Contudo, José Gomes Ferreira diz que "isto é uma mentira e tem carimbo de Estado". O Diretor-Adjunto de Informação SIC explicou que como o mercado é livre, os operadores vendem aos preços mais altos que podem, deste modo os preços não variam muito entre uns e outros.

    José Gomes Ferreira