sicnot

Perfil

Mundo

Hezbollah condena atentado de Cabul e critica silêncio internacional

​O grupo libanês Hezbollah condenou o ataque contra uma manifestação em Cabul, capital do Afeganistão, que causou no sábado 80 mortos e mais de 230 feridos, criticando o silêncio árabe e internacional perante o massacre reivindicado pelo Estado Islâmico.

"Condenamos de forma enérgica a matança atroz cometida pelos terrorista do 'Daesh' [acrónimo em árabe de Estado Islâmico] em Cabul, que causou a morte de dezenas de pessoas inocentes e feriu centenas de outras, e expressamos a nossa solidariedade com os afegãos", afirmou o grupo xiita em comunicado.

No sábado, o auto-proclamado Estado Islâmico reivindicou o ataque que teve como objetivo uma manifestação pacífica da minoria étnica hazara, que professa o islamismo xiita, tal como o Hezbollah.

"Trata-se da continuação dos atos diabólicos dirigidos contra todos sem discriminação e cujo objetivo é a vingança, derramar sangue inocente, manchar a imagem do islão, desarticular a 'umma' [comunidade muçulmana] e servir de ferramenta aos interesses dos terroristas", salientou o Hezbollah.

O grupo criticou ainda o silêncio árabe e internacional e instou os organismos regionais e mundiais, bem como os clérigos muçulmanos "livres" a condenar o ocorrido e a "acabar com a política que justifica os crimes que cometem os terroristas".

No decorrer de uma manifestação pacífica, em Cabul, essencialmente composta por xiitas hazaros, dois bombistas fizeram rebentar os explosivos que traziam à volta da cintura, no meio da multidão.

Este foi o maior ataque reivindicado pelo Estado Islâmico na capital do Afeganistão.

Lusa

  • Família Aveiro na inauguração do Aeroporto Cristiano Ronaldo
    2:34

    País

    A decisão de dar o nome de Cristiano Ronaldo ao aeroporto da Madeira divide opiniões. Contudo, na cerimónia de inauguração desta quarta-feira só se ouviram aplausos. Os madeirenses juntaram-se à porta do aeroporto para ver e receber o melhor jogador do mundo. Também a família do jogador esteve na Madeira para apoiar Ronaldo.

  • A (polémica) mudança de nome do aeroporto da Madeira
    2:00

    País

    O aeroporto da Madeira é desde esta quarta-feira aeroporto Cristiano Ronaldo. O Presidente da República e o primeiro-ministro estiveram juntos na homenagem ao futebolista. A alteração não é consensual entre os madeirenses.

  • O busto de Ronaldo que virou piada no mundo inteiro
    2:04

    País

    No dia em que foi formalizado o novo nome do aeroporto da Madeira, foi também conhecido o busto em bronze de Cristiano Ronaldo e que, desde logo, começou a provocar reações em todo o mundo. As críticas da imprensa internacional não são propriamente positivas e a internet aproveitou para dar contornos humorísticos à criação.

  • A história de um dos maiores fãs de Cristiano Ronaldo
    5:52

    Desporto

    Um dos maiores fãs de Cristiano Ronaldo não perdeu a oportunidade de se deslocar à Madeira, para conhecer o ídolo e o local onde Cristiano nasceu e cresceu. Lucas Mendes é brasileiro, tem apenas 23 anos e criou a página de fãs de Ronaldo mais seguida no Brasil.

  • Os seus descontos para a Segurança Social estão em ordem?
    7:50
    Contas Poupança

    Contas Poupança

    4ª FEIRA JORNAL DA NOITE

    Os portugueses estão cada vez mais preocupados com a reforma. O valor que se vai receber depende dos descontos que se fizerem para a Segurança Social. Mas há contabilistas que cometem burlas com o dinheiro dos clientes, há esquecimentos, e empresas que deixam de pagar as contribuições por falta de verbas. O Contas Poupança explica-lhe como pode ver neste instante se todos os seus descontos estão nos cofres da Segurança Social, e corrigir algum erro antes que seja tarde demais.

  • "Não há razão para fingirmos que hoje é um dia feliz"
    1:55

    Brexit

    Depois de receber esta quarta-feira a notificação do Brexit, o presidente do Conselho Europeu antecipou negociações difíceis. Donald Tusk diz que agora é preciso minimizar os prejuízos para os cidadãos europeus e para as empresas.

  • "Não há recuo possível"
    2:30

    Brexit

    O processo de saída do Reino Unido da União Europeia começou esta quarta-feira, com a ativação do artigo 50.º do Tratado de Lisboa. A notificação de Theresa May foi feita por carta a Donald Tusk e a primeira-ministra disse que não recuo possível. O processo de negociações levará dois anos e a saída do Reino Unido da União Europeia ficará concluída em 2019.