sicnot

Perfil

Mundo

Escritor Frederick Forsyth apoia saída da UE contra os profetas da desgraça

Reuters

Os profetas da desgraça que esperam a catástrofe provocada pela saída do Reino Unido da União Europeia "estão longe da razão", disse hoje à Lusa o romancista britânico Frederick Forsyth, que esteve empenhadamente envolvido na campanha pelo Brexit.

Forsyth, 78 anos, autor de livros como "Chacal", "Odessa" ou "Cobra", esteve envolvido diretamente na campanha do referendo que se realizou em junho passado no Reino Unido e que deu a vitória aos apoiantes do 'Brexit'.

"Agora, teoricamente, temos de invocar o artigo 50 do Tratado de Lisboa. Pensar-se que isto pode acontecer numa semana ou num mês é treta. Implica muitas negociações porque nós estivemos dentro [da UE] durante décadas e não se desmantela este enorme edifício burocrático numa semana. Não pode ser feito. Vamos negociar e todos os profetas que preveem catástrofes e desgraças vão ver que não têm razão. Nada disso vai acontecer", disse à Lusa Frederick Forsyth, que critica a forma de "funcionamento" do bloco europeu.

"O Governo supremo da União Europeia é a Comissão Europeia, mas a comissão não foi eleita pelos cidadãos", acusou Forsyth, frisando que apoia o 'Brexit' porque "simplesmente defende" os valores da democracia.

"Temos um sistema que se chama democracia, que eu apoio. Nós, no Reino Unido, acreditamos que inventámos a democracia moderna. Lutámos durante séculos para conseguirmos chegar à democracia e lutámos durante décadas para implementar o sistema. Depois, tivemos de lutar numa guerra (1939-1945), durante o meu período de vida, para defender a democracia", justificou o autor, reforçando que a Comissão Europeia tem vindo a afastar-se dos valores iniciais.

Na opinião do escritor, "a democracia não é um sistema de governo diferente é o único sistema governamental aceitável" e o funcionamento atual da UE "não é o sistema que foi escolhido inicialmente por Jean Monet, um dos fundadores da União Europeia".

Por outro lado, o romancista britânico mostrou-se preocupado com as mudanças registadas após o fim da Guerra Fria (1989), afirmando que, apesar de a Rússia ser "hostil e de provocar, não é tão perigosa como se pensa", pelo simples facto de ter "uma economia pequena", quando comparada com a União Europeia ou com os Estados Unidos.

"Eu não vejo a Rússia como o perigo capaz de desestabilizar as sociedades europeias. O perigo é o terrorismo", referiu o escritor, acrescentando que a crise dos refugiados está também a afetar a Europa Ocidental.

Frederick Forsyth disse que "já chegaram dois milhões de pessoas e podem chegar mais quatro ou cinco milhões de e isso pode constituir um perigo social"

"Isto não pode continuar, não temos instalações para mais quatro ou cinco milhões de refugiados, assim como não existem meios de segurança para dispersar o terrorismo islâmico", declarou, considerando as "Primaveras Árabes" como um desastre e que todas as intervenções da Europa "tornaram as coisas ainda piores"

  • Morreu o vocalista da banda Linkin Park

    Cultura

    Um dos vocalistas da banda de metal alternativo Linkin Park, Chester Bennington, morreu, em casa, numa cidade do condado de Los Angeles, aos 41 anos. Chester Bennington ter-se-á suicidado, de acordo com a plataforma TMZ. O músico juntou-se aos Linkin Park em 1999, três anos após a formação da banda, que editou o seu álbum de estreia, "Hybrid Theory", em 2000. O disco, do qual fazem parte temas como "In the End", "Crawling" e "One Step Closer", vendeu dez milhões de cópias só nos Estados Unidos.

  • O perfil do novo herói do surf português
    3:43
  • "Temos de melhorar o sistema de prevenção e combate dos incêndios"
    18:07

    País

    O ministro da Agricultura, Luís Capoulas Santos, foi convidado da Edição da Noite da SIC Notícias, desta quinta-feira. Em análise esteve o chumbo do PCP na criação de um banco nacional de terras, a reforma da floresta em Portugal, as falhas no sistema de comunicação do SIRESP, a lei da rolha nos bombeiros, a seca no país e ainda a pesca da sardinha, que poderá vir a ser proibida durante 15 anos. 

    Entrevista SIC Notícias

  • CGTP acusa PT de ilegalidades no dia da greve
    0:46

    Economia

    A CGTP pede a intervenção do Governo na PT. Esta quinta-feira, na SIC Notícias, Arménio Carlos acusou a empresa de estar a cometer mais uma ilegalidade, ao ter requisitado trabalhadores para cumprir serviços mínimos uma semana antes do permitido por lei.

  • Altice responde a António Costa
    1:33

    Economia

    A Altice respondeu ao Governo, na sequência das críticas de António Costa, lamentando que Portugal não reconheça a importância dos investimentos que o grupo faz no país. A dona da PT inaugurou esta quinta-feira um novo call center em Vieira do Minho e, na sexta-feira, está marcada uma greve geral dos trabalhadores da PT.

  • Protesto dos enfermeiros é "ilegal"
    2:37
  • O que resta do navio de salvamento mais famoso de Portugal?
    15:26

    Aqui há História

    Os baixios da barra do Tejo já foram cemitério de centenas de embarcações. Uma delas foi o Patrão Lopes, o navio de salvamento que saía para o mar quando todos fugiam das tempestades. Foram cinco dias em agonia até naufragar no Bugio, num caso que acabou na barra do tribunal. 80 anos depois, a SIC mergulhou no Patrão Lopes porque "Aqui Há História".

  • Sismo de magnitude 6.9 na Turquia

    Mundo

    Um forte sismo com magnitude 6.9 na escala de Richter fez-se sentir esta quinta-feira a sul da cidade turca de Bodrum. A informação foi avançada pela agência norte-americana de Geologia.